Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

GCM captura menor que responde por estupro de vulnerável em Vitoriana

GCM captura menor que responde por estupro de vulnerável em Vitoriana


Na manhã de sexta-feira (28), a GCM (Guarda Civil Municipal), apreendeu um adolescente, que deve responder pelo crime de estupro de vulnerável, no Distrito de Vitoriana, em Botucatu.

A captura ocorreu na região da praça Pedro Serra Negra, quando a equipe de patrulhamento da GCM se deparou com um menor que apresentou aparente nervosismo com a presença das autoridades, levantando suspeita dos agentes.

No mesmo instante, a dupla de patrulheiros decidiram averiguar a situação legal do adolescente e optou por uma abordagem de rotina, foi quando perceberam que o jovem não era um estranho, tratava-se de um menor procurado.

Após o tradicional levantamento da ficha criminal através de sistema de informações da polícia, as suspeitas foram confirmadas e pesava sobre o rapaz um mandado de busca e apreensão expedido pelo Juiz de Direito da 1° Vara Criminal do Foro da Comarca de Botucatu, pelo ato infracional de Esturpo de Vulnerável, previsto no Art. 103 da lei n°8069/90 do estatuto da criança e adolescente; e no Art. 217-A do código penal.

Diante da situação a equipe de agentes procurou o tio do adolescente para notificar a respeito da apreensão, e ambos foram conduzidos a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde a autoridade de polícia judiciária, tomou ciência dos fatos,  e após elaborar o BO/PC como captura de procurado, recolheu o adolescente a Fundação Casa João Paulo II de Cerqueira César, onde ficou à disposição da justiça.

O tio do rapaz foi liberado logo em seguida.


Comentários