Postagens

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina, isso é importante pois grupos de mulheres indígenas do país empreendem uma caminhada desde o dia 14 de março em direção à cidade de Buenos Aires. Elas chegarão no dia 22 de maio na capital federal, dia da plurinacionalidade dos territórios. Para o bloco sul, a caminhada total será de cerca de 1.900km, e, para o bloco norte, 1.200km, segundo estimativas recentes das ativistas. Também partiram grupos do leste e oeste do país, reunindo mulheres de diferentes nações indígenas. "Caminhamos para propor que o terricídio seja considerado um crime de lesa humanidade e lesa natureza", afirmam, em comunicado. "Sabemos que não é o melhor momento para sair dos territórios. No entanto, se ficamos em casa, continuam nos matando." O conceito de terricídio foi criado pelo movimento de mulheres indígenas para englobar as diversas formas de assassinato das formas de vida. Trata-se de feminicídio, ecocídio

Saiba como destinar parte do Imposto de Renda a Fundos da Criança e do Idoso

Aos 30 anos, Rádio Unesp FM reafirma compromisso sociocultural

Etecs divulgam resultado do pedido de redução da taxa de inscrição do Vestibulinho

Etecs promovem atividades remotas na Semana Paulo Freire

Sob o olhar azul #94/21

2.500 voluntários apoiarão na vacinação em massa em Botucatu

Prefeitura de Botucatu entrega mais uma escola de Ensino Integral

Liberdade pelas mãos do povo preto: a verdadeira história do 13 de Maio e da Abolição

Censo Escolar 2020: escolas têm até sexta para participar de pesquisa sobre impactos da pandemia

Festival Pint of Science 2021 será online nos dias 17, 18 e 19

Metrô distribui mais de 1,7 milhão de camisinhas em quatro meses

Sob o olhar azul #93/21

36 Perguntas e respostas para deixar você um especialista sobre a vacinação em massa em Botucatu

WhatsApp na aula: o que fazer para tirar o melhor proveito da ferramenta?

Projeto de aluna de Fatec recebe R$ 300 mil da Fundação Banco do Brasil

Há 10 anos, STF reconhecia união homoafetiva no Brasil