Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

Dexco vai inaugurar em Botucatu com estimativa de geração de 350 empregos diretos

Dexco vai inaugurar em Botucatu com estimativa de geração de 350 empregos diretos


A fábrica de pisos cerâmicos Dexco, será construída em aproximadamente dois anos com estimativa de geração de 350 empregos diretos, em Botucatu e região. Isso é o que foi anunciado pelos empresários responsáveis pela indústria durante a apresentação da indústria na Prefeitura de Botucatu, na última sexta-feira (16).

A fábrica de alta tecnologia para a produção de revestimentos cerâmicos na cidade de Botucatu. estima que entregará a primeira linha de produtos ainda em 2023.

O investimento para a implantação da linha de produção será de R$ 600 milhões, garantindo uma capacidade de produção de 10 milhões de m² por ano. Segundo os empresários, a unidade de Botucatu será a primeira fábrica com tecnologia 4.0, desde sua inauguração. 

Todas as linhas de produção iniciarão seus trabalhos já robotizadas, com auto diagnóstico de máquinas e prontuários para manutenção via mobile. 

A unidade atenderá as marcas Ceusa e Portinari, produzindo placas cerâmicas de grandes formatos, que podem ser utilizadas em bancadas e fachadas, substituindo chapas de mármore. A operação complementa a produção de revestimentos cerâmicos das quatro unidades da companhia localizadas no sul do Brasil, no estado de Santa Catarina nas cidades de Urussanga e Criciúma.

“Optamos por essa região pela distribuição e o custo logístico, maior proximidade com os mercados em expansão do Centro Oeste e Nordeste do país, além de maior disponibilidade de gás natural. Além disso, outro fator importante para a decisão foi a proximidade com outras fábricas da companhia, como a de pisos laminados de madeira em Agudos e a de louças e metais em Jundiaí, podendo, assim, oferecer soluções completas aos consumidores e clientes”, explica Antônio Joaquim de Oliveira, presidente da Dexco.

A Dexco atua no mercado através das marcas - Deca, Portinari, Hydra, Duratex, Ceusa e Durafloor.

Comentários