Começa o recapeamento da Rodovia Alcides Soares

Começou na última quarta-feira, 19, a tão esperada obra de recapeamento asfáltico da Rodovia Alcides Soares, que liga Botucatu ao distrito de Vitoriana. O recapeamento terá ao todo 12 quilômetros de extensão, desde a região do Residencial Cachoeirinha, até a chegada a Vitoriana. A obra terá supervisão do Departamento de Estradas e Rodagem, do Governo Estadual e também da Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria de Infraestrutura. Os trabalhos estão sendo executados pelo Grupo Sanson, vencedor do processo licitatório. “Estive na obra, junto ao Secretário de Infraestrutura Rodrigo Taborda para acompanharmos o início dos trabalhos. É uma obra esperada há muito tempo pela nossa população e por isso faremos questão de acompanhar cada metro de asfalto novo para garantir que tudo seja executado da melhor maneira”, afirmou o Prefeito Mário Pardini. A expectativa é de que a obra dure 6 meses. O trânsito no local durante esse período funcionará, em alguns trechos, em esquema de “pare e sig

Se você é de Botucatu e não foi vacinado? Descubra agora o que você deve fazer

Se você é de Botucatu e não foi vacinado? Descubra agora o que você deve fazer
Foto - Jefferson Farias - Se você não participou da campanha de vacinação em massa ainda pode ser vacinado e é fácil


Se você é de Botucatu e não foi vacinado no domingo, porém está apto para receber o imunizante contra Covid-19, é necessário que você se inscreva no site da Prefeitura Municipal de Botucatu. O cadastro foi aberto na segunda-feira (17) e já soma mais de 4 mil munícipes inscritos.

Segundo o Secretário Municipal da Saúde, André Spadaro, o cadastramento será encerrado em breve. "O cadastro será encerrado nos próximos dias, quando informaremos o formato e o local da vacinação dos inscritos", disse o secretário no Boletim Epidemiológico da última segunda-feira (17).



A intenção da Secretaria de Saúde, com isso, é aumentar o percentual de munícipes imunizados, atendendo inclusive aqueles que por algum motivo não estavam ou que não puderam comparecer até suas zonas eleitorais pelos mais diversos  motivos, no último dia 16.

A população que se ausentou da vacinação em massa, que atendeu mais de 65.950, com a primeira dose da vacina AstraZeneca/Oxford, provavelmente receberá o imunizante nas unidades de saúde próximas de suas residências, antecipou o secretário durante o boletim epidemiológico.

Podem se cadastrar pessoas ausentes da cidade na data da vacinação em massa; que tenham recebido a vacina H1N1 há menos de 15 (quinze) dias; tiveram Covid-19 confirmada há menos de 30 dias; estão cumprindo quarentena na data da vacinação em massa.

Além disso, o preenchimento também é exigido a moradores de Botucatu, mas não possuem nenhum dos documentos comprobatórios previstos no Decreto 12.286 de 11 de maio de 2021. Vale lembrar que gestantes não serão imunizadas neste momento.

No site também está disponível um formulário de união estável, para atender moradores cujo comprovante de endereço está em nome de seu companheiro, porém não tem como provar a união através de certidão de casamento.

A vacinação em massa realizada em Botucatu no último domingo (16), faz parte de pesquisa realizada pela Unesp, Universidade de Oxford, Fundação Gates, Laboratório Astrazeneca, Ministério da Saúde e Prefeitura de Botucatu, cujo objetivo é avaliar a efetividade da vacina contra o novo coronavírus na população. O estudo terá duração de oito meses.

A segunda dose da vacina deve ser aplicada em agosto, nos dias 8 e 9, domingo e segunda-feira, respectivamente. 

Comentários