Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Pontos de Atendimento de Síndrome Respiratória já realizaram quase 2 mil testes de covid-19 em 2 dias

Pontos de Atendimento de Síndrome Respiratória já realizaram quase 2 mil testes de covid-19 em 2 dias


Até a noite de terça-feira, 11, somente nos 23 pontos de atendimento em Botucatu, foram realizados 1.772 testes rápidos para diagnóstico da Covid-19, além de orientações a pacientes.

Desde a última segunda-feira, 10, as Unidades de Saúde de Botucatu têm atuado como Pontos de Atendimento de Síndrome Respiratória. São esses pontos os primeiros locais a serem procurados pela população que apresentar qualquer sintoma suspeito de contaminação por coronavírus, como tosse, coriza, gripe, dor de cabeça, diarreia, entre outros.

“Todas essas pessoas estariam no pronto socorro se não disponibilizássemos este novo formato de atendimento a casos de síndrome respiratória nas unidades, tornando praticamente impossível um atendimento digno a quem mais precisa. Com isso, tivemos um bom fluxo de atendimento no pronto socorro, que deve ser utilizado somente para quadros graves”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.

Os Pontos de Atendimento de Síndrome Respiratória funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.  As Unidades que possuem pronto atendimento noturno, Cohab I, Cohab IV, Cecap, Jardim Aeroporto, CSI (Boa Vista), Jardim Iolanda, Jardim Cristina, Rubião Júnior e Vitoriana, continuam atendendo até as 21h30.

“Continuemos nos cuidando, usando máscara, lavando bem as mãos, evitando aglomerações, e ao aparecimento de sintomas gripais, procurando diretamente os postos de saúde da Cidade, onde os pacientes passarão por triagem e farão o teste”, completo André Spadaro, Secretário Municipal de Saúde.

Comentários