Polícia Civil de Marília prende homem que comercializava drogas em condomínio

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Marília, prenderam um rapaz, de 24 anos, por tráfico de entorpecentes, em um condomínio na zona rural da cidade, na manhã desta terça-feira (21).   Os agentes receberam a informação, de que um suspeito estava comercializando drogas nas dependências de um condomínio de prédios habitacionais, localizado na Rua Mário Bataiola.   Os agentes passaram a desenvolver as investigações e ficaram em vigilância velada, próximo ao local-alvo. Na sequência, avistaram o investigado em atitude suspeita e típica do tráfico de drogas e realizaram sua abordagem. Ele tentou fugir mais foi detido. Com ele, os agentes encontraram uma sacola que continha 93 porções de maconha, 52 pinos de cocaína, além de anotações de contabilidade do tráfico.   O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Aluna da Etec de Guarulhos vence desafio Change The Game do Google

 

Aluna da Etec de Guarulhos vence desafio Change The Game do Google

Ao trabalhar conceitos como empatia, gentileza e esperança na construção de um game estilo arcade, a estudante Alice Alves Primo, de 16 anos, da Escola Técnica Estadual (Etec) de Guarulhos, conquistou o primeiro lugar, na categoria Ensino Médio, na segunda edição do desafio Change The Game, uma iniciativa do Google Play e da Ideias de Futuro, com o objetivo de incentivar a representatividade feminina na produção de jogos digitais.

Aluna do segundo ano do Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional (M-Tec) em Desenvolvimento de Sistemas, Alice venceu o desafio com o jogo Depion: O Começo da Supernova. Ela disputou o prêmio com outros cinco projetos de outras regiões do País selecionados para a etapa final, transmitida no último dia 4 de maio pelo Youtube.

“Além da alegria pelo reconhecimento da ideia, é uma honra participar de uma competição que faz as garotas acreditarem na possibilidade de desenvolver seus próprios projetos e fazer parte do mercado de games, ainda muito restrito aos homens”, afirma.

‘Nunca estaremos sozinhos’


A estudante conta que o jogo ocorre em um cenário futuro onde a humanidade já terá obtido grandes avanços tecnológicos na conquista do espaço. A história começa com a explosão de uma supernova e o envio de três astronautas de diferentes planetas do sistema solar para registrar o evento. Porém, nenhum deles retorna da expedição e a protagonista Akemi entra em ação para resgatar os colegas. A partir daí, a heroína percorre as fases do game combatendo inimigos, decifrando enigmas e superando desafios para salvar os outros personagens.

“A cada fase, ela liberta um dos astronautas que passa a ajudá-la nas próximas missões”, explica a jovem. “A ideia é transmitir uma mensagem de união e destacar a importância da amizade e da cooperação. Todos devemos ajudar uns aos outros. Mesmo em outra galáxia, num futuro distante, nós nunca estaremos sozinhos”.

Outro diferencial da proposta é a diversidade. “São personagens únicos, com características não convencionais que incentivam a aceitação sobre a liberdade de gênero e a união entre os povos de diversas origens”, ressalta.

Comentários