Traficantes são presos no Santa Elisa no portão da boca de fumo

Uma dupla de traficantes foi presa na noite de ontem, no portão da boca de fumo do Santa Elisa, com maconha, crack, cocaína e dinheiro. A captura dos marginais foi feita por Policiais da Força Tática da Polícia Militar, que avistaram os dois suspeitos ao longe e perceberam que um deles ao avistar a viatura correu para o fundo do imóvel. Enquanto um dos policiais abordava um dos indivíduos no portão, o outro agente da lei conseguiu identificar que o segundo suspeito jogou uma sacola no próprio quintal. Ao verificar o que havia na sacola, os policiais não ficaram surpresos ao constatar que trata-se de 66 porções de crack prontas para a venda. Na busca pessoal os agentes encontraram com um dos traficantes mais 5 porções de crack, 3 porções de maconha, uma porção de cocaína, além de R$ 222 em dinheiro.  A dupla recebeu voz de prisão e foram conduzidos ao Plantão Policial onde foi confeccionado um Boletim de Ocorrência (B.O)  como tráfico de drogas. A dupla agora está presa à disposição

Ausência e brilho


O sol deixou de brilhar 

Mas a lua ganhou novas formas

Nem toda saudade é ausência

Principalmente quando arde como presença

Acostumei com a escuridão da noite

Para não conviver com as lembranças do dia

As estrelas brilham distante

Para me lembrar que algumas coisas não devemos alcançar

A cada amanhecer me vejo renascer

E tudo recomeça; com a dureza da rotina imposta

O sol deixou de brilhar 

Mas a lua ganhou novas formas

Nem toda saudade é ausência

Principalmente quando arde como presença

No brilho do luar não vejo horizonte.

Reconheço a esperança

Olhos agomizantes em busca de futuros concretos... E incertos!

Em noites de chuva

A escuridão me domina

Busco a luz imaginária dos dias de glória

Me encontro no abismo dos mundos

E reflito sobre a distância até o fundo

O sol deixou de brilhar 

Mas a lua ganhou novas formas

Nem toda saudade é ausência

Principalmente quando arde como presença

Comentários