Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina, isso é importante pois grupos de mulheres indígenas do país empreendem uma caminhada desde o dia 14 de março em direção à cidade de Buenos Aires. Elas chegarão no dia 22 de maio na capital federal, dia da plurinacionalidade dos territórios. Para o bloco sul, a caminhada total será de cerca de 1.900km, e, para o bloco norte, 1.200km, segundo estimativas recentes das ativistas. Também partiram grupos do leste e oeste do país, reunindo mulheres de diferentes nações indígenas. "Caminhamos para propor que o terricídio seja considerado um crime de lesa humanidade e lesa natureza", afirmam, em comunicado. "Sabemos que não é o melhor momento para sair dos territórios. No entanto, se ficamos em casa, continuam nos matando." O conceito de terricídio foi criado pelo movimento de mulheres indígenas para englobar as diversas formas de assassinato das formas de vida. Trata-se de feminicídio, ecocídio

Será o Drogon? Ou é apenas um dragão em realidade aumentada sobrevoando um estádio lotado



A tecnologia nos surpreende a cada dia. A abertura do Campeonato de Beisebol da Coreia do Sul, contou com um visitante inusitado: Um dragão em realidade aumentada que sobrevoou o estádio.

Isso mesmo que você está lendo, baixou o espírito Daenerys nos organizadores do evento. Calma lá, não incendiaram ninguém. Não se preocupem. 

Os organizadores contrataram especialistas, que utilizaram o 5G e tecnologia de AR para fazer um dragão sobrevoar o estádio lotado.

Os rasantes tiraram suspiros da plateia e ainda por cima, em um momento de pouso, aparentemente destruiu os monitores.


Vale conferir esse vídeo espetacular que vem lá do outro lado do mundo.

Comentários