Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina, isso é importante pois grupos de mulheres indígenas do país empreendem uma caminhada desde o dia 14 de março em direção à cidade de Buenos Aires. Elas chegarão no dia 22 de maio na capital federal, dia da plurinacionalidade dos territórios. Para o bloco sul, a caminhada total será de cerca de 1.900km, e, para o bloco norte, 1.200km, segundo estimativas recentes das ativistas. Também partiram grupos do leste e oeste do país, reunindo mulheres de diferentes nações indígenas. "Caminhamos para propor que o terricídio seja considerado um crime de lesa humanidade e lesa natureza", afirmam, em comunicado. "Sabemos que não é o melhor momento para sair dos territórios. No entanto, se ficamos em casa, continuam nos matando." O conceito de terricídio foi criado pelo movimento de mulheres indígenas para englobar as diversas formas de assassinato das formas de vida. Trata-se de feminicídio, ecocídio

O ser misterioso que alimentamos

Somos os criadores da criatura que nos tornamos, alimentamos esse ser misterioso, escondido nas entranhas de nossa alma, em um local tão distante que o olhar contra o espelho não traz o reconhecimento desse ser interior.

Seus segredos estão escondidos em nossa mais pura e sincera verdade, assustadora como todos os medos da infância. São pequenos flashs, breves lembranças dores que nos atormentam e voltam à tona em momentos de fuga interior.


Lá no fundo sabemos tudo sobre nós mesmos e isso é assustador.

Parece que foi ontem. E foi mesmo ontem, a aurora de minha vida.

Época de cultura miojo e canções nas vozes de ídolos loucos. Nas letras dos autores desvairados.
Padrinhos de uma geração sem regras claras, pós ditadura, sem poesia e sem esteira; apenas indecisões. Perdidos na democracia do sistema.

Relações breves, vidas vazias, corações apertados enfim dilemas da pouca experiência.

Liberdade à prova, e aprisionada nas grades da puberdade. Éramos exuberante e excitante.
Experiências regadas deturpando as convenções e quebrando as barreiras da realidade.

Em fuga, rumo ao desconhecido olhares que não se encontram, em um mundo de hormônios em uma terra desconhecida e no semblante penetrante da arte contra a vida levantando a questão. Ser, ou não ser?


Paz não existe é um sentimento dependente de verdade, pois toda o período de mansidão precedeu a guerra

Comentários