Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Baep apreende mais de 1,3 mil porções de maconha com auxílio de cão farejador

Baep apreende mais de 1,3 mil porções de maconha com auxílio de cão farejador


A Polícia Militar apreendeu mais de 1,3 mil porções de maconha, na última quarta-feira (5), no bairro Santa Eliza, em Rio Claro (SP).

Uma equipe do 10º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) realizava ação para combater o tráfico de drogas no local, quando um dos seus cães farejadores, de nome Thor, indicou odor de drogas vindo de uma área de mata.

No local indicado pelo animal, os militares encontraram um tambor enterrado contendo 120 tubos plásticos, 300 porções, três pedaços e 912 pequenos tabletes de maconha, os quais foram apreendidos para perícia.

Os fatos foram registrados na Polícia Civil local, a qual realiza apurações para identificar o responsável pelos entorpecentes.

Comentários