Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Homem é preso após molestar criança na estação de Rubião Jr

Homem é preso após molestar criança na estação de Rubião Jr
No último sábado (8), um homem foi preso sob acusação de ter passado a mão nas partes íntimas de uma criança de 10 anos, na estação do Distrito de Rubião Júnior, em Botucatu.

Segundo a Guarda Civil Municipal, uma mulher acionou os agentes informando que o homem de 22 anos, estava chamando sua filha e acabou passando as mãos nas partes íntimas da menina.

A mulher mostrou o homem aos agentes e assim que ele percebeu a aproximação tentou fugir, porém foi alcançado e resistiu à prisão, sendo necessário o uso de força para conter o acusado.

Após ser contido o homem de 22 anos, negou o abuso e informou que havia saído da cadeia no dia 1º, sábado, onde cumpriu pena por crimes da Lei Maria da Penha.

O acusado permanece à disposição da justiça e foi enquadrado pelo artigo 218-A do Código Penal: Praticar, na presença de alguém menor de 14 (catorze) anos, ou induzi-lo a presenciar, conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outrem: Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos.”

Comentários