Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Traficantes tentam se livrar de 332 porções de drogas jogando na privada

Traficantes tentam se livrar de 332 porções de drogas jogando na privada


Dois traficantes foram presos ontem (6), enquanto tentavam eliminar várias porções de drogas, jogando na privada e dando descarga. O caso ocorreu no Conjunto Habitacional Armando de Barros Sobrinho, “Predinhos da CDHU”, na Vila Jardim em Botucatu, durante ação contra o tráfico de drogas da Polícia Civil, através da DIG (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes)

Foram apreendidos 332 porções de drogas, divididos entre cocaína, crack e maconha. Todo esse entorpecente, embalado para a venda, acabou entupindo o vaso sanitário. No apartamento também encontraram porções destinadas para a venda direta.

A ação contou com o apoio da Guarda Civil Municipal e resultou na prisão em flagrante de um adulto e um adolescente, que foram presos em flagrante.

Comentários