Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Bauru: quatro homens são presos por envolvimento em furtos, receptação e tráfico de drogas

Bauru: quatro homens são presos por envolvimento em furtos, receptação e tráfico de drogas


A Polícia Civil prendeu quatro homens, entre 33 e 40 anos, pelos crimes de furto, receptação e tráfico de drogas, na última quarta-feira (5), em Bauru, no interior do Estado. Na ação, diversos objetos subtraídos de um estabelecimento comercial foram recuperados e restituídos.

Durante apurações para combater crimes patrimoniais, uma equipe do Setor de Investigações Gerais (SIG), da Central de Polícia Judiciária (CPJ) local, descobriu que um imóvel abandonado, na rua Casimiro de Abreu, estava sendo usado para guardar produtos oriundos de furtos, que eram trocados por entorpecentes.

Com apoio de integrantes da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) da região, os agentes foram até o imóvel suspeito e prenderam um homem, o qual tinha em sua posse nove pedras de crack e dentro da casa armazenava diversos objetos subtraídos de um estabelecimento comercial durante a madrugada.

Questionado sobre os produtos, o suspeito indicou o apelido do autor do furto e disse que ele tinha deixado os objetos momentos antes, no local.

Saindo do imóvel, os policiais se depararam com outro homem vindo em direção à residência, carregando uma sacola. Ele foi abordado e dentro da sacola encontradas diversas ferramentas. Perguntado, o suspeito disse que pegou os objetos com o autor do furto para vender e que era viciado em crack. Ele também foi detido.

Outras prisões

Em buscas pelo autor do furto ao estabelecimento comercial, os agentes o localizaram nas proximidades de um ferro-velho. O homem foi detido e com ele apreendido um alicate que alegou ter furtado do comércio em questão.

Como também existiam informações de que no ferro-velho estavam sendo armazenados materiais produtos de furtos, policiais civis foram ao espaço e conseguiram deter outro homem. No local, foi localizada uma sacola com ferramentas do estabelecimento comercial furtado durante a madrugada e apreendidas peças de roupas novas, com etiquetas, as quais o autor não soube informar a procedência. Além disso, foi verificada uma ligação direta de energia elétrica, não havendo nenhum relógio medidor no imóvel.

Ao todo, as ações policiais possibilitaram recuperar 19 bebidas alcoólicas, um energético, seis quadro decorativos, um relógio de parede, um alicate e uma bolsa cheia de ferramentas que tinham sido subtraídas do estabelecimento comercial e foram devolvidas ao proprietário. Também foram recolhidas cinco peças de roupas, um celular e as drogas.

Exames periciais foram solicitados e a concessionária de energia elétrica local acionada para as providências cabíveis.

Os quatro homens foram presos em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, furto, receptação e resistência. Os fatos foram registrados na CPJ.

Comentários