Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Mulher oferece cocaína e tenta afogar macaco de estimação em vaso sanitário

Mulher oferece cocaína e tenta afogar macaco de estimação em vaso sanitário


Vicki Holland, que tinha a tutela de um sagui ao qual ela alimentava com hambúrgueres e salsichas, filmou momentos de angustia e desespero do pequeno macaco que ela tentava afogar em um vaso sanitário, enquanto apertava lentamente a descarga.

Moradora da cidade de Newport, nos Estados Unidos, ela confessou ser culpada de três crimes contra a vida animal, no último dia 18 de novembro, sendo condenada na Corte da cidade nesta sexta-feira (10).

Apesar das imagens em que se mostrava torturando o animal e o oferecendo cocaína, Holland foi poupada da prisão, tendo recebido como pena apenas 20 meses. A RSPCA (sigla em inglês para (Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra os Animais) só veio a tomar conhecimento sobre os maus tratos quando a polícia invadiu o apartamento de Vicki em busca de drogas e apreendeu o telefone com os vídeos de tortura.

Em um dos vídeos, ela aparece rindo enquanto o sagui arranhava as laterais do vaso sanitário tentando escapar da água. Além disso, ela pode ser vista jogando papel higiênico no animal e o chamando de “idiota”. Em mais um dos vídeos, ela é vista com a mão cheia de cocaína. “Quer um pouco de coca? Lamba meus dedos”, diz no vídeo.

O promotor Aled Watkins disse que Holland “mostrou total desrespeito aos cuidados básicos e às necessidades” do animal de estimação, e que “Isso é inflição deliberada, isso não é negligência”.

Enquanto Scott Bowen, em defesa, disse que Holland estava "profundamente envergonhada de seu comportamento". Ele disse ao tribunal que o macaco havia experimentado “sofrimento”, mas não havia “nenhum dano a longo prazo”.

O macaco foi entregue à RSPCA durante a investigação e transferido para um santuário de primatas chamado “Monkey World” para receber os cuidados necessários. Vicki Holland deve pagar multas de R$ 3.129, mais os custos do tratamento do animal, além de estar proibida de manter qualquer outro animal de estimação pelo resto da vida.

FONTE -  Metro UK

Comentários