Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Padrasto envia droga escondida em tênis para a Cadeia de Americana

Padrasto envia droga escondida em tênis para a Cadeia de Americana


Agentes prisionais impediram a entrada de oito gramas de maconha no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Americana, na quinta-feira, 23. 

A droga estava dividida em 20 invólucros escondidos no solado de um tênis que havia sido enviado pelo padrasto de um custodiado. O flagrante ocorreu durante a revista das mercadorias enviadas para a unidade prisional. 

A droga apreendida foi encaminhada ao Plantão Policial e a pessoa que enviou foi suspensa do rol de visitas temporariamente. O preso envolvido no caso foi isolado preventivamente para procedimento disciplinar.




Comentários