Polo Cuesta inicia construção de Planejamento Estratégico para o Turismo Regional

O Consórcio Polo Cuesta, em parceria com o Instituto Jatobás, deu início à construção de um Planejamento Estratégico para o turismo. Este documento irá auxiliar os municípios da região a compreender, estruturar e integrar ações para este setor nos próximos anos. O primeiro encontro foi realizado no último dia 25 de novembro, na Fazenda dos Bambus, em Pardinho, e contou com a presença de dirigentes municipais de turismo da região, que agrega nove cidades: Anhembi, Avaré, Bofete, Botucatu, Itatinga, Paranapanema, Pratânia, Pardinho e São Manuel. “Trata-se de uma iniciativa inédita para o consórcio, que em 2021 está completando 20 anos. Estamos em um momento de transformação. Precisamos planejar para executar com sucesso todos os nossos sonhos para este setor”, diz Thiago Henrique Donini, diretor executivo do Polo Cuesta. “Queremos nos estruturar, unir e organizar como progredir, olhar os futuros possíveis e construí-los, beneficiando a nossa região. Especialmente a economia local que o

Polícia paulista prende cinco pessoas que aplicavam o “golpe do nudes”

Polícia paulista prende cinco pessoas que aplicavam o “golpe do nudes”


A Polícia Civil paulista prendeu duas mulheres e três homens que usavam fotos íntimas para extorquir vítimas – o chamado “golpe do nudes”. As detenções ocorreram durante a operação “Quinta Pecado”, deflagrada nesta quinta-feira (4), no estado do Rio Grande do Sul.

Os trabalhos policiais foram realizados por agentes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e sobre Entorpecentes (Dise) e da delegacia sede de Itaberá (SP), com apoio de equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Porto Alegre e das delegacias de Vacaria, Caçapava do Sul e Santa Maria.

Ao todo, as equipes cumpriram 18 ordens judiciais, sendo cinco mandados de prisão e 13 de busca e apreensão em diversas cidades gaúchas e duas unidades prisionais, localizadas em Vacaria e Sapucaia (RS).

Como resultado, além das prisões, foram apreendidos um notebook, aparelhos telefônicos e outros equipamentos. 

Os detidos foram levados para unidades da Polícia Civil do Rio Grande do Sul para a formalização das prisões e, na sequência, encaminhados para o sistema penitenciário, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Investigação e modus operandi



As investigações que resultaram na operação tiveram início em maio deste ano, após os policiais civis identificarem uma organização criminosa que atuava dentro e fora dos presídios aplicando esse tipo de golpe.

De acordo com o apurado, o delito cometido pelos suspeitos começa com o envio de solicitações de amizade às vítimas por meio de redes sociais, com a utilização de perfis falsos. Depois, um vínculo de confiança é estabelecido, resultando no compartilhamento de fotos íntimas via aplicativo de mensagens, as quais são usadas na extorsão.

Para concluir o crime, as vítimas recebem ligações de indivíduos que se apresentam como pais das pessoas das fotos ou como policiais civis (falsos), alegando que as imagens são de crianças ou adolescentes e exigindo valores para não procederem com a denúncia na polícia ou para arquivar os supostos inquéritos policiais. Em alguns casos, os criminosos reproduzem o ambiente de uma delegacia com intuito de dar veracidade ao golpe.

Comentários