Oficinas artísticas do SARAD contribuem para o recomeço de muitas vidas

Arte. Pequena palavra que pode ser entendida como uma habilidade dirigida para a execução de uma tarefa ou um conjunto de técnicas para a produção de objetos. Porém, no Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas (SARAD), essas quatro letras representam mais do que explicações teóricas: significam o recomeço na vida de muitas pessoas. Há cerca de dois anos, os pacientes da unidade vinculada ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) participam, semanalmente, de oficinas artísticas voltadas à marcenaria, à pintura, à escrita e à confecção artesanal de enfeites e objetos de decoração. As oficinas são acompanhadas pelas Enfermeiras Mariana Vulcano Neres e Patrícia Cristina Oliveira de Moraes e pela Técnica de Enfermagem Margareth Mendes Dantas que, além de realizarem o que a pioneira da Enfermagem moderna Florence Nightingale aponta como “a mais bela das artes”, investem parte de sua rotina também para aperfeiçoar as habilidades dos pacientes, em prol da

Mais de mil chips usados para jogos ilegais são apreendidos em Marília

Mais de mil chips usados para jogos ilegais são apreendidos em Marília


A Polícia Civil apreendeu, na última quarta-feira (24), mais de mil chips e equipamentos eletrônicos, durante uma ação para cumprimento de mandado de busca e apreensão relacionado a inquérito que apura a prática de jogos de azar em Marília.

Os trabalhos foram realizados por agentes do 5º Distrito Policial e do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Central de Polícia Judiciária (CPJ) da cidade, que estavam em diligências quando identificaram um imóvel que utilizado para jogos ilegais.

Foi requisitado mandado de busca e apreensão para o local e o pedido prontamente deferido. Durante os trabalhos no endereço alvo, foram encontrados quatro notebooks, cinco celulares, uma máquina de cartão e um HD externo.

Além dos equipamentos, ainda foram recolhidos 1.115 chips de operadora de telefonia móvel e notas fiscais. Os materiais, que foram localizados em um escritório situado no pavimento superior da residência vistoria, foram apreendidos para perícia.

O responsável pelo local foi qualificado e será investigado. A Polícia Civil prossegue com as diligências.

Comentários