Polo Cuesta inicia construção de Planejamento Estratégico para o Turismo Regional

O Consórcio Polo Cuesta, em parceria com o Instituto Jatobás, deu início à construção de um Planejamento Estratégico para o turismo. Este documento irá auxiliar os municípios da região a compreender, estruturar e integrar ações para este setor nos próximos anos. O primeiro encontro foi realizado no último dia 25 de novembro, na Fazenda dos Bambus, em Pardinho, e contou com a presença de dirigentes municipais de turismo da região, que agrega nove cidades: Anhembi, Avaré, Bofete, Botucatu, Itatinga, Paranapanema, Pratânia, Pardinho e São Manuel. “Trata-se de uma iniciativa inédita para o consórcio, que em 2021 está completando 20 anos. Estamos em um momento de transformação. Precisamos planejar para executar com sucesso todos os nossos sonhos para este setor”, diz Thiago Henrique Donini, diretor executivo do Polo Cuesta. “Queremos nos estruturar, unir e organizar como progredir, olhar os futuros possíveis e construí-los, beneficiando a nossa região. Especialmente a economia local que o

Botucatu intensificará ações de combate à dengue

Botucatu intensificará ações de combate à dengue


A Vigilância Ambiental em Saúde intensificará o combate à dengue em Botucatu ampliando as visitas nas regiões onde o último levantamento entomológico apontou um índice maior de infestação do Aedes aegypti.

A ação faz parte da Semana Estadual de Mobilização para Prevenção das Arboviroses, cujo objetivo é promover esforço concentrado e simultâneo em todos os munícipios paulistas com ações de redução de criadouros do transmissor das arboviroses como a dengue, o mosquito Aedes aegypti.

“É fundamental a participação ativa da população, utilizando 10 minutos do seu tempo para vistoriar o seu quintal, o seu local de trabalho ou de lazer e eliminar todos os possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue. Não deixemos recipientes com água parada sem manutenção adequada, pois quanto menor o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, menor a chance de circulação das arboviroses no município”, afirmou Valdinei Campanucci, Coordenador de Programas de Saúde.

Em 2021 foram confirmados 55 casos de dengue; 1 (importado) de Chikungunya e nenhum de Zika vírus, em Botucatu. Ao aparecimento de sintomas característicos das arboviroses como febre alta, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, dor muscular, machas vermelhas na pele e cansaço, é importante que o cidadão procure atendimento médico, pois se houver a suspeita dessas doenças, o caso será notificado e as ações para quebrar o ciclo de transmissão destas arboviroses serão desencadeadas oportunamente.

Canal de Comunicação


A Vigilância Ambiental em Saúde está criando um novo canal de contato com a população através do WhatsApp. Se você recebeu uma mensagem da VAS, salve em seus contatos o número (14)98177-1905, para que de forma rápida e prática, todas as informações importantes de saúde ambiental e animal do seu bairro e do Município continuem sendo enviadas a você.

Comentários