Polo Cuesta inicia construção de Planejamento Estratégico para o Turismo Regional

O Consórcio Polo Cuesta, em parceria com o Instituto Jatobás, deu início à construção de um Planejamento Estratégico para o turismo. Este documento irá auxiliar os municípios da região a compreender, estruturar e integrar ações para este setor nos próximos anos. O primeiro encontro foi realizado no último dia 25 de novembro, na Fazenda dos Bambus, em Pardinho, e contou com a presença de dirigentes municipais de turismo da região, que agrega nove cidades: Anhembi, Avaré, Bofete, Botucatu, Itatinga, Paranapanema, Pratânia, Pardinho e São Manuel. “Trata-se de uma iniciativa inédita para o consórcio, que em 2021 está completando 20 anos. Estamos em um momento de transformação. Precisamos planejar para executar com sucesso todos os nossos sonhos para este setor”, diz Thiago Henrique Donini, diretor executivo do Polo Cuesta. “Queremos nos estruturar, unir e organizar como progredir, olhar os futuros possíveis e construí-los, beneficiando a nossa região. Especialmente a economia local que o

Encontro marca Jubileu de Prata da XXIX turma de médicos da FMB

Encontro marca Jubileu de Prata da XXIX turma de médicos da FMB


Esta sexta-feira, 22 de outubro, foi um dia de emoção, reencontros e de visita ao passado para os médicos e médicas que compõem a XXIX Turma da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB/UNESP). A data marca os 25 anos de formatura do grupo, que colou grau em 1996. O Jubileu de Prata foi comemorado durante o 5º Encontro de Turma realizado no campus de Rubião Júnior.

O local escolhido para concentração foi defronte ao prédio da Biblioteca. A cada chegada muita festa. Como se cada um fosse juntando as peças de um quebra-cabeça com a história de sua própria  vida. Amizades que sobreviveram ao tempo e à distância. Os jovens, que no passado dividiram os mesmos sonhos, hoje são homens e mulheres realizados profissionalmente, com grandes contribuições à medicina brasileira.

Em cada etapa do roteiro preparado para relembrar os anos vividos dentro da Universidade, alguém sempre tinha uma boa história para recordar. Na estátua do Prof. Mario Rubens Montenegro, patrono da turma, pausa para fotos e reverência. No corredor central do Hospital das Clínicas fizeram a substituição da placa de turma, que estava deteriorada pela ação do tempo.

Em seguida, visitaram o jequitibá rosa que haviam plantado há 25 anos e depois realizaram o plantio de uma cerejeira junto a uma placa comemorativa do Jubileu de Prata da turma e que também presta homenagem à colega Maria Luiza Rosa dos Santos, falecida neste ano. Depois passaram pelo prédio da administração da FMB onde tiveram a oportunidade de conhecer a Central de Aulas. O encontro foi encerrado com um almoço de confraternização.



Momento especial Jubileu de Prata da XXIX turma de médicos da FMB


Hamilto Yamamoto, docente do Departamento de Urologia, foi um dos organizadores do encontro. Para ele, o reencontro com os colegas é sempre um momento especial para recordar os bons momentos vividos durante a graduação. “É privilégio para todos reencontrar a nossa casa. Uma emoção indescritível, de muita alegria ao recordar o que a gente vivenciou na nossa graduação. A maioria das pessoas vêm de fora e se estão aqui é porque valorizam esse nosso reencontro e ainda têm um sentimento de amor pela nossa faculdade. Mesmo depois de vinte e cinco anos isso ainda vive em nossos corações”.

Yamamoto afirma que a felicidade de estar ao lado dos colegas é ainda melhor pelo fato de estarem  bem e realizados profissionalmente. “Nossa formação, o que nós vivenciamos em Botucatu, reflete o que somos hoje. É uma felicidade saber que nossa turma ofereceu bons profissionais à medicina.  Esse é o melhor feedback que a universidade pode ter. É a comprovação que fez um serviço fantástico em termo de ensino, de formação médica. Nosso desejo é que a FMB permaneça com esse excelente nível de ensino e formação”.

Através de uma ação entre os integrantes da XXIX Turma de Medicina da FMB foram levantados recursos para a compra de aparelhos de ar condicionado que foram doados ao Setor de Transplante Renal do HCFMB e de purificadores de água que já estão em funcionamento na Central de Aulas da FMB. “Que isso possa incentivar outras turmas a devolver um pouco do muito que recebemos da nossa faculdade”, acrescenta Yamamoto.


Oradora da turma recorda bons momentos


 A médica Ana Lucia Coradazzi, chefe da equipe de Oncologia Clínica da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB/UNESP), foi a oradora da turma em 1996. Coube a ela fazer o discurso após o plantio de uma árvore ao lado do Anexo Azul da FMB, nas comemorações do Jubileu de Prata da formatura.

Confira abaixo, a íntegra do texto:

“Há 25 anos a gente estava vivendo alguns dos momentos mais importantes das nossas vidas. A gente tinha vivenciado seis anos intensos na Faculdade de Medicina, com toda a insanidade que a formação médica traz, e estava prestes a começar um ciclo diferente, incerto e até um pouco assustador.

Mas quando eu penso naquela época, eu não me lembro de nenhum de nós com a cara cansada, ou deprimido, ou com qualquer atitude sombria. Não que a gente não tenha passado uns maus bocados, sem dúvida tivemos nossos momentos difíceis. Mas desses momentos eu não consigo me lembrar. O que eu lembro é de cada um de nós rindo muito (muito mesmo).

Lembro que a gente vivia meio que abraçado um no outro, e que quando tinha churrasco e cerveja esses abraços duravam meio que pra sempre, às vezes rolava até um eu amo vocês, amigos. Tipo bem meloso e brega mesmo. Eu lembro também do orgulho enorme que a gente sentia, não só por estar se formando numa das melhores faculdades do país, mas por fazer parte da história de uma turma bem fora da curva (e que me perdoem as outras turmas, mas a gente era muito legal mesmo).

E lembro com bastante clareza do discurso que eu mesma fiz no dia da nossa formatura, e que refletia escancaradamente o que nós éramos. Naquele dia, eu falei das nossas farras, das nossas maluquices, dos nossos conflitos, falei até dos palitos de churrasco que a gente jogou na piscina do vizinho da Bitola, e eu duvido que alguma turma tenha falado de alguma coisa assim no dia mais solene da trajetória acadêmica. Era isso que nós éramos (e somos): um bando de loucos muito queridos.

A história da XXIX foi desenhada em cima de bases muito sólidas, os valores que a gente construiu junto foram sempre muito intensos. A amizade sempre foi um item valioso na nossa trajetória, mesmo quando a gente tinha muito pouco em comum um com o outro. A gente sempre teve um senso muito grande de pertencimento. A XXIX virou uma espécie de comunidade, no sentido mais sagrado da palavra, e comunidades assim se mantêm ligadas mesmo quando os membros dela estão distantes uns dos outros. É isso que a gente vê aqui hoje, 25 anos depois. A gente continua junto.

E eu não podia deixar de lembrar de quem não está aqui hoje, mas certamente adoraria estar. A Luíza deixou a gente esse ano, e deixou também um buraco no nosso coração. Ela era tão apaixonada pela faculdade quanto cada um de nós, talvez mais. O carinho que ela tinha pela XXIX era imenso, e ela cultivava isso todos os dias, no sorriso carinhoso, nas palavras generosas, na gratidão interna. Sorte a nossa ter tido a Lu como companhia na nossa jornada, porque a gente vai carregar um pedacinho dela no coração, pra onde quer que a gente vá, assim como carregamos pedacinhos uns dos outros.

Como ela mesma diria, “a gente só precisa continuar a nadar”.

Obrigada.

A emoção do paraninfo 


Escolhido em 1996 para ser o paraninfo da XXIX Turma da FMB/UNESP, o Prof. Dr. Roberto Sogayar marcou presença nas comemorações dos 25 anos da formatura dos colegas médicos. “Estou muito emocionado porque essa turma é muito especial. Por incrível que pareça ela é muito semelhante a minha. Isso para mim tem um valor inestimável. O prazer de viver com essa turma aqui é uma dádiva de Deus”, disse. 

Sogayar não esconde a satisfação ao verificar que alunos que ajudou a formar transformaram-se em grandes profissionais da Medicina. “O grande prazer do professor é ver os seus alunos formados produzindo com qualidade. É o caso dos nossos alunos aqui. A gente coloca a cabeça no travesseiro e dorme tranquilo sabendo que está formando gente de primeira linha, da melhor qualidade”.

As lágrimas escapam ao falar da emoção que sente cada vez que volta a percorrer o corredor central do Hospital das Clínicas, onde viveu alguns dos principais momentos de sua vida. E revela, que depois de 25 anos aposentado e perto de completar 81 anos de vida, recebeu do superintendente Dr. André Balbi uma nova missão.

“É muita emoção. Olhar para essas paredes e ver isso aqui cheio de alma. Eu já estou aposentado mas o Dr. André me chamou outro dia para informar que me incluiu na comissão que vai trabalhar pela construção do prédio da nova unidade oncológica. Se Deus quiser daqui três ou quatro anos estará pronto esse grande centro. Fico feliz por trabalhar para isso”.


Formandos da XXIX Turma de Medicina FMB/UNESP


Adriana Maria Rodrigues

Adriano Côrrea de Moraes

Alessandra de Lourenço Budin

Alessandra Pereira da Silva

Alexandre Alberto Fontana Ferraz

Alexandre Anefalos

Alexandre Barão Acuña

Ana Lucia Coradazzi

Ana Lucia Oliveira de Carlos

Ana Paula Latrova

Ana Paula Ribeiro Aprilli

André Siqueira Matheus

Andréa Paula de Almeida Galente

Anice Maria Vieira de Camargo Martins

Antonio Carlos Passos Martins

Antonio Luiz da Costa Morganti

Audrea Mie Matsumoto

Bruno Zacchi

Carlos Alberto Lima Boraschi

Carlos Alberto Zaguini

Cesar Nobuo Shiratori

Cristina Donadio Prado

Daniela Bianchi Garcia

Danielle Solia

Douglas Zotelli

Durval Ferreira Junior

Edgard Yamaji

Elizângela Giachetti

Ella Triumpho Avellar

Emerson Domingos da Costa

Enio Naruhiro Kokubu

Érica Cristina Rigo Tonini

Fabiola Castilho Impemba

Fernanda Christina Pereira Negrão

Fernando De Lamare Palma

Fernando Vinicius Cesar de Marco

Flávio da Silva Tinós

Frederico Foresto Scannavino

Giane Nakamura

Hamilto Akihissa Yamamoto

Ivan Carlo de Manzano Linjardi

Ivanise Maria da Silva Cortez

Ivo Knut Anders Junior

Joel Ricardo Vieira

José Arnaldo Silveira D ´Aurea Filho 

José Octávio Lopes Romio

Joyce Garcia de Oliveira

Júlia Martins Bonilha

Katrien Antonissen

Katya Ortiz

Kunihiro Saeki

Larisa Steele Santos

Leandro Kobayasi

Marcelo Braggion

Marcelo Fontalvo Martin

Marcio Nakanishi

Marco Antonio de Almeida Rodrigues

Maria Hercidia Bellini Lahoz

Maria Luiza Rosa dos Santos

Marlene Zuccoloto Moro

Mauricio Fregonesi Barbosa

Miriam Ferreira de Paula

Mirian Miyuki Yoza

Nila Maria do Nascimento

Patricia Maria Sales Polla

Paula Fabris

Paulo Henrique Caruso

Paulo Roberto Zanatta Machado

Ricardo Augusto de Souza

Ricardo Augusto Monteiro de Barros Almeida

Ricardo Violante Pereira

Roberto Gaspar Tunala 

Roberto Salvador Martins

Rodrigo Ferrari Fernandes Naufal

Rodrigo Peres Ignácio

Rogério Toreli

Romilda Keller

Sergio Henrique do Amaral

Simone Finzi Corat

Sonia Jareno Simarro

Suzana Barbosa Pereira de Miranda

Valéria Rocha Gomes

Vanessa Moraes Assalim

Viviane Vasconcelos Khouzam

Wagner Targa Ripari

Yaeko Kawata

Da Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB

Comentários