Pinacoteca recebe exposição “Em Volta do Tempo”, de Renata Egreja, em outubro

As telas da artista plástica paulista Renata Egreja serão a atração da programação da Pinacoteca “Fórum das Artes”, de Botucatu, a partir do dia 10 de outubro. A exposição “Em volta do tempo”, é resultado do Prêmio de Artes Visuais do ProAC LAB 2020, incentivado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura do Governo Federal.  Na cidade de Botucatu ela recebe o apoio das secretarias de Cultura e Educação, em parceria com o Museu Botucatu. A mostra mescla trabalhos inéditos de Egreja, apresentando 5 telas grandes sobre tela e 10 aquarelas, além da instalação imersiva “Mesa Posta” (2021), que convida o espectador a mergulhar na obra e observá-la desta perspectiva, com cores e formas sugerindo sons e movimento, propondo um estado de encantamento. A exposição, que ocupará duas salas e o átrio da Pinacoteca, faz parte de um projeto que remete a experiência de retorno à terra natal. Lugar em que a artista cresceu e agora regressa com um olhar

Fugitivo tenta enganar a policia com documento falso e acaba preso em Itatinga

Fugitivo tenta enganar a policia com documento falso e acaba preso em Itatinga


A Polícia Rodoviária prendeu um procurado que tentou enganar os agentes apresentando documentos falsos, na praça de pedágio de Itatinga, na Rodovia Castelo Branco, na noite de sexta-feira.

A captura ocorreu no quilômetro 208, em Itatinga, durante fiscalização de rotina, na abordagem de um carro Honda/CR-V, que estava ocupado por três pessoas. 

Os policiais revistaram tanto os ocupantes do carromquanto o próprio veículo porém nada de ilegal foi encontrado, em seguida os policiais pediram a documentação do grupo  para consultar 0os antecedentes criminais, inclusive com fiscalização administrativa referente a CNH do condutor e CRLV do veículo.
 
Foi durante essa verificação que constataram que a passageira que estava sentada no banco da frente, a proprietária do automóvel, era uma ex-presidiária do sistema prisional do Estado de MG, onde cumpriu pena por Tráfico de drogas. 

Já o passageiro do banco traseiro apresentou um RG expedido em Minas Gerais, onde em um primeiro momento, não aparecia antecedentes criminais. Entretanto, ao analisar melhor o documento os agentes perceberam que o documento era muito novo (apesar da data de expedição ser 29/03/19), além disso estava plastificado.

Após uma busca minuciosa na carteira de documentos do abordado, foram localizadas três fotos 3×4 recentes, e que deixava claro que eram as mesmas imagens que estavam no RG apresentado.

suspeitando de que o documento era falso, os agentes decidiram consultar os bancos de dados do Estado de Minas Gerais, onde foi descoberto que a pessoa tinha dois mandados de prisão a cumprir. Um deles de recaptura e outro por crime do Sistema Nacional de Armas, além de possuir antecedentes criminais por roubo qualificado, entre outros crimes.

O documento apresentado divergia dos dados pessoais verdadeiros do abordado na data de nascimento, nº do RG, preposição “de” suprimida do sobrenome e adicionada ao sobrenome da mãe (que não possui preposição). Ou seja, intencionalmente modificados para confundir os dados. Explicando melhor, o documento falso foi confeccionado com os dados do abordado, porém com pequenas alterações.
 
O indivíduo recebeu voz de prisão em flagrante por uso de documento falso e conduzido à Delegacia de Polícia de Botucatu também por ser procurado pela justiça.

Na delegacia foi elaborado o Boletim de Ocorrência e o homem foi preso em flagrante por uso de documento falso/Captura de procurado. 

O preso foi encaminhado à carceragem do Distrito Policial.

Comentários