Polo Cuesta ampliará interesses em comum dos municípios

Consórcio Polo Cuesta, antes apenas dedicado ao Turismo, passará a ser multifinalitário e com foco ainda maior no desenvolvimento regional essa decisão foi tomada em assembleia realizada nesta sexta-feira (15), no auditório Cyro Pires da Prefeitura de Botucatu, quando membros aprovaram a mudança de finalidade do consórcio. Até então, o consórcio era unifinalitário, ou seja, atendia exclusivamente a um único interesse: no caso, o turístico. Com a mudança para consórcio multifinalitário, todos os municípios envolvidos poderão atuar juntos em diferentes áreas de interesse comum. “Acreditamos que essa mudança irá atender melhor aos interesses das cidades, ajudando as administrações municipais a tratarem de forma mais efetiva os desafios em comum de todos. Seja no meio ambiente, na saúde, na infraestrutura e outras áreas, nas quais serão criadas câmaras técnicas. Isso não quer dizer que o turismo será deixado de lado. Pelo contrário. Pensar o desenvolvimento regional fortalecerá ainda mais

Guarda Municipal surpreende pixadores em Praça do Jardim Planalto

Guarda Municipal surpreende pixadores em Praça do Jardim Planalto

A Guarda Civil Municipal (GCM), surpreendeu dois menores com sprays utilizados para pixar um poste na praça pública Dona Chiquita, Jardim Planalto, na tarde de quinta-feira (21).

A viatura compareceu à praça após denúncia anônima pelo telefone de emergência 199, dando conta de que dois rapazes estariam depredando o bem público. Chegando ao local, os guardas surpreenderam um rapaz de 13 e outro de 15 anos, com uma sacola nas mãos, onde estavam dois sprays, um na cor preta e outro vermelho.

Os agentes questionaram o que eles estariam fazendo com aqueles recipientes de tinta, já que próximo a eles havia um poste que havia sido pixado a pouco tempo. A dupla justificou, dizendo que haviam pintado uma bicicleta e usado o restante da tinta para gravar as iniciais de seus nomes no poste.

Os guardas chamaram os responsáveis pelos menores e todos foram encaminhados até Delegacia de Polícia, onde foi elaborado o Boletim de Ocorrência (B.O), de acordo com o artigo 65 do Código Ambiental  e lavrada multa no valor de R$ .5.000, conforme determina a lei 5940, artigo 2 de 09 de Outubro de 2017.

Após isso todos foram orientados e liberados.

Comentários