Começa o recapeamento da Rodovia Alcides Soares

Começou na última quarta-feira, 19, a tão esperada obra de recapeamento asfáltico da Rodovia Alcides Soares, que liga Botucatu ao distrito de Vitoriana. O recapeamento terá ao todo 12 quilômetros de extensão, desde a região do Residencial Cachoeirinha, até a chegada a Vitoriana. A obra terá supervisão do Departamento de Estradas e Rodagem, do Governo Estadual e também da Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria de Infraestrutura. Os trabalhos estão sendo executados pelo Grupo Sanson, vencedor do processo licitatório. “Estive na obra, junto ao Secretário de Infraestrutura Rodrigo Taborda para acompanharmos o início dos trabalhos. É uma obra esperada há muito tempo pela nossa população e por isso faremos questão de acompanhar cada metro de asfalto novo para garantir que tudo seja executado da melhor maneira”, afirmou o Prefeito Mário Pardini. A expectativa é de que a obra dure 6 meses. O trânsito no local durante esse período funcionará, em alguns trechos, em esquema de “pare e sig

Tentou abrir conta com documentos falsos no Santander e foi preso em flagrante por 171

Tentou abrir conta com documentos falsos no Santander e foi preso em flagrante por 171


Um estelionatário foi preso ontem, quarta-feira (28) enquanto tentava aplicar o golpe do documento falso para abrir conta bancária na agência do Banco Santander da Vila dos Lavradores em Botucatu. A intenção do criminoso era conseguir um cartão de crédito e assim fazer compras sem pagar as prestações.

A prisão do meliante ocorreu por volta das 11h40, quando o gerente da agência desconfiou da atitude suspeita e dos documentos que o cidadão apresentou para abrir a conta bancária. 

Quando chegaram ao banco, os policiais convidaram o indivíduo para os acompanhar até um local mais reservado da agência, onde foi questionado seu nome real e num primeiro momento ele disse se chamar Elias Alberto Alexandre de Souza, porém logo em seguida foi descoberto que esse nome era falso. 

Os policiais informaram ao cidadão de que havia suspeitas de que ele já havia tentado aplicar o mesmo golpe em outras agências e então ele assumiu o delito e que realmente estava usando documentos falsos, revelando então seu verdadeiro nome.

O estelionatário disse ainda que havia comprado vários documentos falsos em São Paulo, pagando apenas R$ 150. Na agência ele apresentou uma cédula de identidade (RG), comprovantes de residência e declaração de imposto de renda ano-calendário 2020, todos falsos.

O falsário contou que mora em Sorocaba e que pretendia abrir uma conta para conseguir um cartão de crédito. Com o criminoso foi encontrado um telefone celular. 

O estelionatário pego em pleno 171, recebeu voz de prisão, e foi conduzido para a Central de Polícia Civil, onde foi preso em flagrante e permanece à disposição da justiça

Comentários