Pinacoteca recebe exposição “Em Volta do Tempo”, de Renata Egreja, em outubro

As telas da artista plástica paulista Renata Egreja serão a atração da programação da Pinacoteca “Fórum das Artes”, de Botucatu, a partir do dia 10 de outubro. A exposição “Em volta do tempo”, é resultado do Prêmio de Artes Visuais do ProAC LAB 2020, incentivado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura do Governo Federal.  Na cidade de Botucatu ela recebe o apoio das secretarias de Cultura e Educação, em parceria com o Museu Botucatu. A mostra mescla trabalhos inéditos de Egreja, apresentando 5 telas grandes sobre tela e 10 aquarelas, além da instalação imersiva “Mesa Posta” (2021), que convida o espectador a mergulhar na obra e observá-la desta perspectiva, com cores e formas sugerindo sons e movimento, propondo um estado de encantamento. A exposição, que ocupará duas salas e o átrio da Pinacoteca, faz parte de um projeto que remete a experiência de retorno à terra natal. Lugar em que a artista cresceu e agora regressa com um olhar

Tentou abrir conta com documentos falsos no Santander e foi preso em flagrante por 171

Tentou abrir conta com documentos falsos no Santander e foi preso em flagrante por 171


Um estelionatário foi preso ontem, quarta-feira (28) enquanto tentava aplicar o golpe do documento falso para abrir conta bancária na agência do Banco Santander da Vila dos Lavradores em Botucatu. A intenção do criminoso era conseguir um cartão de crédito e assim fazer compras sem pagar as prestações.

A prisão do meliante ocorreu por volta das 11h40, quando o gerente da agência desconfiou da atitude suspeita e dos documentos que o cidadão apresentou para abrir a conta bancária. 

Quando chegaram ao banco, os policiais convidaram o indivíduo para os acompanhar até um local mais reservado da agência, onde foi questionado seu nome real e num primeiro momento ele disse se chamar Elias Alberto Alexandre de Souza, porém logo em seguida foi descoberto que esse nome era falso. 

Os policiais informaram ao cidadão de que havia suspeitas de que ele já havia tentado aplicar o mesmo golpe em outras agências e então ele assumiu o delito e que realmente estava usando documentos falsos, revelando então seu verdadeiro nome.

O estelionatário disse ainda que havia comprado vários documentos falsos em São Paulo, pagando apenas R$ 150. Na agência ele apresentou uma cédula de identidade (RG), comprovantes de residência e declaração de imposto de renda ano-calendário 2020, todos falsos.

O falsário contou que mora em Sorocaba e que pretendia abrir uma conta para conseguir um cartão de crédito. Com o criminoso foi encontrado um telefone celular. 

O estelionatário pego em pleno 171, recebeu voz de prisão, e foi conduzido para a Central de Polícia Civil, onde foi preso em flagrante e permanece à disposição da justiça

Comentários