Traficantes são presos no Santa Elisa no portão da boca de fumo

Uma dupla de traficantes foi presa na noite de ontem, no portão da boca de fumo do Santa Elisa, com maconha, crack, cocaína e dinheiro. A captura dos marginais foi feita por Policiais da Força Tática da Polícia Militar, que avistaram os dois suspeitos ao longe e perceberam que um deles ao avistar a viatura correu para o fundo do imóvel. Enquanto um dos policiais abordava um dos indivíduos no portão, o outro agente da lei conseguiu identificar que o segundo suspeito jogou uma sacola no próprio quintal. Ao verificar o que havia na sacola, os policiais não ficaram surpresos ao constatar que trata-se de 66 porções de crack prontas para a venda. Na busca pessoal os agentes encontraram com um dos traficantes mais 5 porções de crack, 3 porções de maconha, uma porção de cocaína, além de R$ 222 em dinheiro.  A dupla recebeu voz de prisão e foram conduzidos ao Plantão Policial onde foi confeccionado um Boletim de Ocorrência (B.O)  como tráfico de drogas. A dupla agora está presa à disposição

lutador "Banana" é o novo campeão brasileiro de Jiu-Jitsu

lutador "Banana" é o novo campeão brasileiro de Jiu-Jitsu


O lutador de jiu-jitsu Anderson Silva “Banana” conquistou no último fim de semana (16, 17 e 18 de julho) o título de campeão brasileiro em competição organizada pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE), em Embu das Artes, São Paulo.

O atleta que já acumula dezenas de títulos regionais e estaduais, e uma medalha de bronze no Open Internacional da modalidade, ganhou o ouro pela categoria Faixa Preta peso Médio (até 82,3 Kg), ao vencer o faixa preta Claudiney Elias, da equipe Godoi G13, de Indaiatuba, SP, e na sequência o faixa preta Henrique Patrick, da equipe Gracie Barra, de Belo Horizonte, MG.

Além de atleta e multicampeão, Anderson Banana é também professor da modalidade oferecida gratuitamente pela Secretaria Municipal de Esportes e Promoção da Qualidade de Vida, através da instituição conveniada Projeto Bethel.

“É sempre uma honra representar Botucatu nas competições, e trazer essa experiência e filosofia do esporte para as crianças das escolinhas da Cidade. Botucatu é um celeiro de grandes atletas e por muito tempo figurará nas maiores competições de jiu-jitsu do país”, afirmou Anderson.

Outro representante botucatuense na competição foi o atleta Renan Goiás, que disputou a categoria faixa Azul peso Pena. Renan chegou a fazer uma das melhores lutas do evento, mas não avançou às fases finais e terminou a competição sem medalha.

Comentários