Polo Cuesta ampliará interesses em comum dos municípios

Consórcio Polo Cuesta, antes apenas dedicado ao Turismo, passará a ser multifinalitário e com foco ainda maior no desenvolvimento regional essa decisão foi tomada em assembleia realizada nesta sexta-feira (15), no auditório Cyro Pires da Prefeitura de Botucatu, quando membros aprovaram a mudança de finalidade do consórcio. Até então, o consórcio era unifinalitário, ou seja, atendia exclusivamente a um único interesse: no caso, o turístico. Com a mudança para consórcio multifinalitário, todos os municípios envolvidos poderão atuar juntos em diferentes áreas de interesse comum. “Acreditamos que essa mudança irá atender melhor aos interesses das cidades, ajudando as administrações municipais a tratarem de forma mais efetiva os desafios em comum de todos. Seja no meio ambiente, na saúde, na infraestrutura e outras áreas, nas quais serão criadas câmaras técnicas. Isso não quer dizer que o turismo será deixado de lado. Pelo contrário. Pensar o desenvolvimento regional fortalecerá ainda mais

Abusador acusado de importunar cinco crianças é preso em Piracicaba

Abusador acusado de importunar cinco crianças é preso em Piracicaba


A Polícia Civil de Piracicaba prendeu um abusador serial de crianças, acusado de importunar cinco menores de idade. A captura do homem de 56 anos, ocorreu na manhã de segunda-feira (12).

A prisão foi realizada por policiais da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), da cidade e começou por volta das 11h, após a delegacia especializada receber uma denúncia anônima.

Assim que chegou ao local a equipe percebeu que o homem correu para dentro de sua casa e tentou trancar a porta e se esconder, porém os policiais foram mais rápidos e o abusador foi alcançado.

No interrogatório ele acabou confessando o crime e revelou ter mostrado seu órgão genital para seu vizinho, um garoto de 11 anos, e ainda o convidou para praticar sexo.

Nas imediações, a equipe encontrou a criança de 11 anos citada por ele, e ainda outros quatro meninos, de 9 anos, 11 anos e dois de 15 anos, respectivamente. Eles relataram que foram abusados pelo indiciado, e revelaram aos policiais que ele fazia essa prática há pelo menos três anos.

Segundo as vítimas, o suspeito oferecia presentes para aliciá-las e houve relato sobre prática sexual em um dos casos, informou a Dise. Parte dos responsáveis pelas crianças não sabiam dos abusos sofridos.

O homem foi conduzido até a sede da 2ª Dise/Deic, onde confessou todos os abusos para a delegada Juliana Pereira Ricci, que pediu ao Poder Judiciário a prisão temporária do indivíduo por estupro de vulnerável, que foi determinada no início da noite, acrescenta o registro policial.

Comentários