Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

Abusador acusado de importunar cinco crianças é preso em Piracicaba

Abusador acusado de importunar cinco crianças é preso em Piracicaba


A Polícia Civil de Piracicaba prendeu um abusador serial de crianças, acusado de importunar cinco menores de idade. A captura do homem de 56 anos, ocorreu na manhã de segunda-feira (12).

A prisão foi realizada por policiais da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), da cidade e começou por volta das 11h, após a delegacia especializada receber uma denúncia anônima.

Assim que chegou ao local a equipe percebeu que o homem correu para dentro de sua casa e tentou trancar a porta e se esconder, porém os policiais foram mais rápidos e o abusador foi alcançado.

No interrogatório ele acabou confessando o crime e revelou ter mostrado seu órgão genital para seu vizinho, um garoto de 11 anos, e ainda o convidou para praticar sexo.

Nas imediações, a equipe encontrou a criança de 11 anos citada por ele, e ainda outros quatro meninos, de 9 anos, 11 anos e dois de 15 anos, respectivamente. Eles relataram que foram abusados pelo indiciado, e revelaram aos policiais que ele fazia essa prática há pelo menos três anos.

Segundo as vítimas, o suspeito oferecia presentes para aliciá-las e houve relato sobre prática sexual em um dos casos, informou a Dise. Parte dos responsáveis pelas crianças não sabiam dos abusos sofridos.

O homem foi conduzido até a sede da 2ª Dise/Deic, onde confessou todos os abusos para a delegada Juliana Pereira Ricci, que pediu ao Poder Judiciário a prisão temporária do indivíduo por estupro de vulnerável, que foi determinada no início da noite, acrescenta o registro policial.

Comentários