Veículos interceptados em Itatinga seriam vendidos criminosamente na Colômbia

A equipe do (TOR) Tático Ostensivo Rodoviário evitou que dois veículos alugados irregularmente fossem repassados de maneira criminosa, na fronteira do Brasil com a Colômbia. A abordagem dos policiais ocorreu na madrugada desta quinta-feira, dia 03, na praça de pedágio de Itatinga, na Rodovia Castelo Branco.   Os policiais desconfiaram das informações desencontradas dadas pelos motoristas dos dois veículos, que segundo as autoridades perceberam algo errado quando perceberam que os veículos estavam trafegando como se fosse um comboio. O primeiro motorista dirigia um GM/Tracker, e disse que alugou o carro e que pretendia ir até a cidade de Corumbá-MS para passar o final de semana prolongado. Ele também adiantou que o condutor do outro veículo, um MBenz/C180, era amigo e iria com ele para a mesma cidade. Sobre o contrato de locação do automóvel o condutor apresentou uma foto do contrato, armazenada no aplicativo de conversas WhatsApp, porém o nome que constava no documento não batia com o

Vale do Silício brasileiro ganha faculdade com cursos de tecnologia e inovação

Vale do Silício brasileiro ganha faculdade com cursos de tecnologia e inovação


O Vale do Silício brasileiro ganha faculdade com cursos de tecnologia e inovação, a Inteli, ou melhor uma faculdade fundada por sócios do BTG Pactual com sede no Prédio 5 do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), no Butantã.

As primeiras turmas estão previstas para fevereiro de 2022. O investimento previsto pelo instituto no campus é de, no mínimo, R$ 40 milhões, e inicialmente serão oferecidos quatro cursos de graduação presenciais: Engenharia da Computação, Engenharia de Software, Ciência da Computação e Sistemas de Informação.

O anúncio do Governador João Doria ocorreu na sexta-feira (7), na sede do CITI, localizado na capital paulista. A adesão do Inteli (Instituto de Tecnologia e Liderança) ao IPT Open Experience contou com a particopação da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, a Procuradora-Geral do Estado de SP, Lia Porto, o Presidente do IPT, Jefferson Gomes, e por parte da Inteli, o Sponsor, André Esteves, o presidente do Conselho, Roberto Sallouti, e a CEO, Maíra Habimorad. Em seguida, foi realizada uma visita ao futuro prédio da empresa no local.

“O Governo do Estado de SP investe quatro vezes mais em inovação, ciência e tecnologia, do que todo o Governo Federal . Um projeto de 200 milhões de reais para implantação de uma faculdade de tecnologia sem fins lucrativos. Tudo aquilo que for resultante dessa iniciativa será reinvestido aqui a partir do primeiro momento até para que o projeto possa ser sustentável e durar décadas”, disse João Doria.

“O Vale do Silício brasileiro para ter escala global precisa atrair talentos de todo país e de todo o mundo. O que os investidores precisam hoje no Brasil é estabilidade, é respeito das instituições e é isso que esse tipo de contrato nos permite fazer, uma parceria onde nós temos regras claras, todo modelo transparente de gestão. Estamos dando um próximo salto em investimento e tecnologia’, disse Patricia Ellen.

O Governo do Estado de SP tem como objetivo transformar o IPT em uma plataforma empresarial que busca desenvolver e incorporar a inovação hardtech. Trata-se da primeira fase do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação (CITI).

O CITI, projeto realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, tem como objetivo criar o Vale do Silício da América Latina, tornando São Paulo uma referência global em ciência, tecnologia e inovação. O IPT Open Experience é a primeira etapa da iniciativa, e é destinado a empresas de todos os portes e setores econômicos que demandem soluções com alta intensidade tecnológica.

No ano passado, o Fórum Econômico Mundial oficializou sua participação no IPT Open Experience, com a instalação do Centro Afiliado da Quarta Revolução Industrial, além de seis empresas que já aderiram ao projeto no ano passado: Siemens, Siemens Energy, Kimberly Clark, 3M, Klabin e Granbio, na modalidade Hub de Inovação.

Comentários