Polícia Civil de Marília prende homem que comercializava drogas em condomínio

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Marília, prenderam um rapaz, de 24 anos, por tráfico de entorpecentes, em um condomínio na zona rural da cidade, na manhã desta terça-feira (21).   Os agentes receberam a informação, de que um suspeito estava comercializando drogas nas dependências de um condomínio de prédios habitacionais, localizado na Rua Mário Bataiola.   Os agentes passaram a desenvolver as investigações e ficaram em vigilância velada, próximo ao local-alvo. Na sequência, avistaram o investigado em atitude suspeita e típica do tráfico de drogas e realizaram sua abordagem. Ele tentou fugir mais foi detido. Com ele, os agentes encontraram uma sacola que continha 93 porções de maconha, 52 pinos de cocaína, além de anotações de contabilidade do tráfico.   O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Site reúne análises e boas práticas sobre a implementação da BNCC e do Novo Ensino Médio

Site reúne análises e boas práticas sobre a implementação da BNCC e do Novo Ensino Médio

Você conhece o  site que reúne análises e boas práticas sobre a implementação da BNCC e do Novo Ensino Médio, não! Não se apresse, antes você precisa saber que nas redes estaduais existem 7.560.385 estudantes de ensino infantil e fundamental que já lidam com referenciais alinhados à BNCC. 4.575 municípios já homologaram seus currículos de EI/EF também de acordo com a Base. Isso representa 82% do total de municípios no Brasil.


Esses dados aparecem no Observatório de Implementação da BNCC e do Novo Ensino Médio, lançado no fim de 2020 pelo Movimento pela Base. A plataforma traz esses e outros dados sobre a adesão de princípios norteadores apontados em ambos os documentos. Além disso, o site também traz análises e exemplos de como os estados e municípios estão lidando com a questão.

Camila Guimarães, coordenadora de comunicação do Movimento pela Base destaca que são grandes políticas nacionais e são grandes ações que acontecem nas redes de ensino públicas e particulares, ações estas que foram desencadeadas pela implementação da BNCC. Para que as ações previstas tanto na BNCC quanto no Novo Ensino Medio sejam efetivadas e saiam do papel, a coordenadora destaca que é preciso tempo, dada a complexidade dessa implementação.

Pela proximidade com diversas secretarias, Guimarães também destaca que o Movimento pela Base esteve em uma posição privilegiada e pode ser um espaço para que esse monitoramento da implementação fosse possível de maneira mais ampla.

“A gente acompanhava muito todas as movimentações que acontecem nessas frentes, tanto nos currículos das redes, nas políticas nacionais etc. E aí o que a gente começou a perceber é que estava tudo muito concentrado aqui e que faria muita diferença dar transparência para esse processo e contar para mais pessoas, para outros públicos”, aponta.

Currículos municipais EI/EF homologados em março de 2020: 1409. Em março de 21: 4.575 (82%).

Em março de 2020 nenhum currículo do Novo Ensino Médio havia sido entregue aos conselhos estaduais e/ou homologados. Essa realidade foi alterada um ano depois, como mostra o monitoramento. Em março de 2021 vinte estados enviaram currículos aos conselhos, dos quais 3 já foram aprovados pelos conselhos e aguardam homologação da secretaria e 6 já foram homologados pelas secretarias.

Além de exemplos de boas práticas que podem servir como inspiração para novos projetos em outras escolas, há também uma série de análises que podem colaborar com pensatas de implementação e formação continuada para professores.

Para conhecer o Observatório da BNCC e do Novo Ensino Médio acesse: observatorio.movimentopelabase.org.br



por Ruam Oliveira - Agência Porvir - edição Segue Rumo

Comentários