Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

Parque Tecnológico de Botucatu tem novo diretor executivo

Parque Tecnológico de Botucatu tem novo diretor executivo


O Parque Tecnológico de Botucatu terá durante os próximos 04 anos um novo diretor executivo. Daniel da Cruz Lopes, administrador e ex-secretário municipal, assume a direção do empreendimento, que tem o objetivo de promover a inovação por meio da interação entre as bases do conhecimento (universidades, centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento) com empresas.

"Uma importante iniciativa com minha gestão neste Parque Tecnológico é continuar investindo em uma infraestrutura capaz de favorecer a convergência de conhecimentos, ideias e projetos para impulsionar o desenvolvimento econômico, social, tecnológico e ambiental de Botucatu. Para isso a busca de recursos para implantação do Centro Empresarial e a atração de novas empresas serão minhas prioridades”, afirma Daniel.



Graduado em Administração de Empresas pelas Faculdades Integradas de Botucatu, pós-graduado em Auditoria pela UNIP e atualmente cursando Engenharia Civil pela Uninter Educacional S.A., Daniel da Cruz Lopes atuou no Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) - Diretoria Regional de Botucatu, e em janeiro de 2007 iniciou suas atividades junto a Prefeitura de Botucatu, ocupando cargo de assessor administrativo na extinta Secretaria de Indústria e Comércio, durante os anos de 2007 e 2008.

Desde abril de 2017, ocupava o cargo de Secretário Adjunto de Desenvolvimento Econômico, atuando também como membro nos Conselhos de Administração da Associação Parque Tecnológico Botucatu e Conselho Municipal do Trabalho. Além dos Conselhos citados, o profissional atuou junto ao Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, Comissão Municipal de Emprego e Conselho Municipal de Turismo.

“O Parque Tecnológico Botucatu pode ter uma impacto muito positivo na sociedade e na economia local e de toda a região, como o desenvolvimento econômico regional, a abertura de novas empresas e vagas de trabalho, tanto para recém-graduados quanto para profissionais qualificados”, finaliza o novo diretor executivo.

Atualmente, o Parque Tecnológico conta com a presença de 35 empresas instaladas, sendo 18 incubadas e 17 de coworking.

Fazem parte da diretoria também Ricardo Rall, Diretor Administrativo Financeiro e Paulo Eduardo Martins Ribolla, Diretor Científico. A Associação Parque Tecnológico Botucatu conta ainda com Carlos Frederico Wilcken, como Presidente e Celso Fernandes Joaquim Júnior, Vice Presidente.

Comentários