Polícia Civil de Marília prende homem que comercializava drogas em condomínio

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Marília, prenderam um rapaz, de 24 anos, por tráfico de entorpecentes, em um condomínio na zona rural da cidade, na manhã desta terça-feira (21).   Os agentes receberam a informação, de que um suspeito estava comercializando drogas nas dependências de um condomínio de prédios habitacionais, localizado na Rua Mário Bataiola.   Os agentes passaram a desenvolver as investigações e ficaram em vigilância velada, próximo ao local-alvo. Na sequência, avistaram o investigado em atitude suspeita e típica do tráfico de drogas e realizaram sua abordagem. Ele tentou fugir mais foi detido. Com ele, os agentes encontraram uma sacola que continha 93 porções de maconha, 52 pinos de cocaína, além de anotações de contabilidade do tráfico.   O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Festival Pint of Science 2021 será online nos dias 17, 18 e 19


O Pint of Science é um festival mundial que aproxima a ciência da sociedade ao discutir temas científicos de forma descontraída. O festival acontece anualmente ao longo de três dias consecutivos e, este ano, será realizado na semana que vem nos dias 17, 18 e 19.

Criado no Reino Unido em 2012 e inaugurado no Brasil em 2015, o festival de divulgacão científica Pint of Science terá neste ano a participação de 67 cidades de todas as regiões brasileiras.

Confira a programação do Pint of Science Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, as cidades vão realizar o Pint of Milk, um evento de divulgação científica exclusivo para as crianças. A transmissão dos eventos acontecerá no canal do Pint of Science Brasil no Youtube, além dos canais das instituições de ensino parceiras. Para saber como assistir, basta acessar a programação no site https://pintofscience.com.br.

“Infelizmente, por conta da pandemia, não poderemos realizar novamente o Pint of Science em bares e restaurantes das cidades participantes”, explica o coordenador do Pint of Science Brasil, Luiz Gustavo de Almeida. “O que nos motiva a continuar é a comunidade criada em torno do festival.”

O evento acontece anualmente graças ao empenho dos coordenadores e das equipes locais espalhados por todo o País, explica o coordenador.

Programação do Festival Pint of Science 2021 em Botucatu


No Brasil, Botucatu, que abriga um dos câmpus da Unesp, é uma das cidades que participarão este ano, de forma online, desse enorme festival de divulgação científica.

Sob a coordenação da professora Ariane Rozza, do Instituto de Biociências de Botucatu (IBB), docentes e alunos de pós-graduação e graduação planejaram bate-papos com convidados e pesquisadores de diferentes áreas. As transmissões serão feitas nos três dias, sempre às 19h30 pelo Canal YouTube da Agência de Divulgação Científica e Comunicação (AgDC) do IBB.

Na segunda-feira, dia 17, Gabriela Bailas falará sobre pseudociência. Doutora em Física Teórica de Partículas e criadora de conteúdos do @fisicaeafins e co-host no podcast @panoramas, ela vai diferenciar ciência e pseudociência e nos mostrar se dá para aprender a exercitar o nosso pensamento crítico e evitar que o charlatanismo entre em nossa vida.

Ana Lígia Barbour Scott, docente na Universidade Federal do ABC (UFABC), e Beatriz Pagliarini Bagagli, doutoranda em Linguística na Unicamp, são as convidadas de terça-feira, dia 18. Elas conversarão sobre os desafios que pessoas transgêneras enfrentam no ambiente educacional, seus direitos e visibilidade.

E, para finalizar o Pint of Science de Botucatu, na quarta-feira, dia 19, haverá uma conversa com três indígenas incríveis da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) – Fabiane Medina Cruz, Ana Carolina Ferreira e Diogo Souza – que vão contar sua trajetória de vida, desafios e conquistas e como foi chegar até a universidade.

..........................

Por Adriane Wasko - professora do Departamento de Ciências Químicas e Biológicas do Instituto de Biociências da Unesp, câmpus em Botucatu, onde é coordenadora da Agência de Divulgação Científica e Comunicação (AgDC)

Comentários