Veículos interceptados em Itatinga seriam vendidos criminosamente na Colômbia

A equipe do (TOR) Tático Ostensivo Rodoviário evitou que dois veículos alugados irregularmente fossem repassados de maneira criminosa, na fronteira do Brasil com a Colômbia. A abordagem dos policiais ocorreu na madrugada desta quinta-feira, dia 03, na praça de pedágio de Itatinga, na Rodovia Castelo Branco.   Os policiais desconfiaram das informações desencontradas dadas pelos motoristas dos dois veículos, que segundo as autoridades perceberam algo errado quando perceberam que os veículos estavam trafegando como se fosse um comboio. O primeiro motorista dirigia um GM/Tracker, e disse que alugou o carro e que pretendia ir até a cidade de Corumbá-MS para passar o final de semana prolongado. Ele também adiantou que o condutor do outro veículo, um MBenz/C180, era amigo e iria com ele para a mesma cidade. Sobre o contrato de locação do automóvel o condutor apresentou uma foto do contrato, armazenada no aplicativo de conversas WhatsApp, porém o nome que constava no documento não batia com o

Festival Pint of Science 2021 será online nos dias 17, 18 e 19


O Pint of Science é um festival mundial que aproxima a ciência da sociedade ao discutir temas científicos de forma descontraída. O festival acontece anualmente ao longo de três dias consecutivos e, este ano, será realizado na semana que vem nos dias 17, 18 e 19.

Criado no Reino Unido em 2012 e inaugurado no Brasil em 2015, o festival de divulgacão científica Pint of Science terá neste ano a participação de 67 cidades de todas as regiões brasileiras.

Confira a programação do Pint of Science Brasil

Pelo segundo ano consecutivo, as cidades vão realizar o Pint of Milk, um evento de divulgação científica exclusivo para as crianças. A transmissão dos eventos acontecerá no canal do Pint of Science Brasil no Youtube, além dos canais das instituições de ensino parceiras. Para saber como assistir, basta acessar a programação no site https://pintofscience.com.br.

“Infelizmente, por conta da pandemia, não poderemos realizar novamente o Pint of Science em bares e restaurantes das cidades participantes”, explica o coordenador do Pint of Science Brasil, Luiz Gustavo de Almeida. “O que nos motiva a continuar é a comunidade criada em torno do festival.”

O evento acontece anualmente graças ao empenho dos coordenadores e das equipes locais espalhados por todo o País, explica o coordenador.

Programação do Festival Pint of Science 2021 em Botucatu


No Brasil, Botucatu, que abriga um dos câmpus da Unesp, é uma das cidades que participarão este ano, de forma online, desse enorme festival de divulgação científica.

Sob a coordenação da professora Ariane Rozza, do Instituto de Biociências de Botucatu (IBB), docentes e alunos de pós-graduação e graduação planejaram bate-papos com convidados e pesquisadores de diferentes áreas. As transmissões serão feitas nos três dias, sempre às 19h30 pelo Canal YouTube da Agência de Divulgação Científica e Comunicação (AgDC) do IBB.

Na segunda-feira, dia 17, Gabriela Bailas falará sobre pseudociência. Doutora em Física Teórica de Partículas e criadora de conteúdos do @fisicaeafins e co-host no podcast @panoramas, ela vai diferenciar ciência e pseudociência e nos mostrar se dá para aprender a exercitar o nosso pensamento crítico e evitar que o charlatanismo entre em nossa vida.

Ana Lígia Barbour Scott, docente na Universidade Federal do ABC (UFABC), e Beatriz Pagliarini Bagagli, doutoranda em Linguística na Unicamp, são as convidadas de terça-feira, dia 18. Elas conversarão sobre os desafios que pessoas transgêneras enfrentam no ambiente educacional, seus direitos e visibilidade.

E, para finalizar o Pint of Science de Botucatu, na quarta-feira, dia 19, haverá uma conversa com três indígenas incríveis da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) – Fabiane Medina Cruz, Ana Carolina Ferreira e Diogo Souza – que vão contar sua trajetória de vida, desafios e conquistas e como foi chegar até a universidade.

..........................

Por Adriane Wasko - professora do Departamento de Ciências Químicas e Biológicas do Instituto de Biociências da Unesp, câmpus em Botucatu, onde é coordenadora da Agência de Divulgação Científica e Comunicação (AgDC)

Comentários