Pinacoteca recebe exposição “Em Volta do Tempo”, de Renata Egreja, em outubro

As telas da artista plástica paulista Renata Egreja serão a atração da programação da Pinacoteca “Fórum das Artes”, de Botucatu, a partir do dia 10 de outubro. A exposição “Em volta do tempo”, é resultado do Prêmio de Artes Visuais do ProAC LAB 2020, incentivado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura do Governo Federal.  Na cidade de Botucatu ela recebe o apoio das secretarias de Cultura e Educação, em parceria com o Museu Botucatu. A mostra mescla trabalhos inéditos de Egreja, apresentando 5 telas grandes sobre tela e 10 aquarelas, além da instalação imersiva “Mesa Posta” (2021), que convida o espectador a mergulhar na obra e observá-la desta perspectiva, com cores e formas sugerindo sons e movimento, propondo um estado de encantamento. A exposição, que ocupará duas salas e o átrio da Pinacoteca, faz parte de um projeto que remete a experiência de retorno à terra natal. Lugar em que a artista cresceu e agora regressa com um olhar

Corpo encontrado na Rodovia Luiz de Queiroz pode ter sido vítima de atropelamento

Corpo encontrado na Rodovia Luiz de Queiroz pode ter sido vítima de atropelamento


A Polícia  Rodoviária de Piracicaba trabalha com a hipótese de que um corpo encontrado na Rodovia Luiz de Queiroz (SP 304), pode ter sido vítima de atropelamento.

O corpo foi encontrado por volta das 8h30 de sexta-feira (21), no sentido Santa Bárbara d’Oeste, ao lado da pista de rolamento, no canteiro central do Km 148 da rodovia Luiz de Queiroz, altura do Distrito de Tupi.

Próximo a ele a Polícia Militar encontrou documentos, porém a documentação não pertencia ao homem morto, mas sim a um outro cidadão que havia perdido a carteira no acostamento da rodovia.

O acostamento da via ficou interditado para a retirada do corpo, e o trabalho dos peritos do IC (Instituto de Criminalística), que foram chamados para tentar descobrir a circunstância da morte.

Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

A Polícia Militar Rodoviária, informa que o corpo tinha várias lesões, que provavelmente foram provocadas por atropelamento, onde o motorista veio a fugir.

Segundo o delegado Emerson Marinaldo Gardenal, é possível que o corpo já tenha sido identificado, porém, a Polícia Civil aguarda a presença de familiares e exames específicos, para confirmar essa informação.

A polícia trabalha com a possibilidade de que a vítima era um interno de uma clínica para recuperação de dependentes químicos que fica próxima à rodovia.

Comentários