Pinacoteca recebe exposição “Em Volta do Tempo”, de Renata Egreja, em outubro

As telas da artista plástica paulista Renata Egreja serão a atração da programação da Pinacoteca “Fórum das Artes”, de Botucatu, a partir do dia 10 de outubro. A exposição “Em volta do tempo”, é resultado do Prêmio de Artes Visuais do ProAC LAB 2020, incentivado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e Ministério da Cultura do Governo Federal.  Na cidade de Botucatu ela recebe o apoio das secretarias de Cultura e Educação, em parceria com o Museu Botucatu. A mostra mescla trabalhos inéditos de Egreja, apresentando 5 telas grandes sobre tela e 10 aquarelas, além da instalação imersiva “Mesa Posta” (2021), que convida o espectador a mergulhar na obra e observá-la desta perspectiva, com cores e formas sugerindo sons e movimento, propondo um estado de encantamento. A exposição, que ocupará duas salas e o átrio da Pinacoteca, faz parte de um projeto que remete a experiência de retorno à terra natal. Lugar em que a artista cresceu e agora regressa com um olhar

Após dizer que era bonita mulher tem dentes arrancados e cabelos cortados

Após dizer que era bonita mulher tem dentes arrancados e cabelos cortados


Após dizer que se considerava a mais bonita da rua, uma mulher foi mantida em cárcere privado, teve os dentes arrancados e cabelos cortados em Piracicaba.

A vítima explicou à Guarda Municipal que estava morando junto com o agressor há cerca de um mês e que, durante a madrugada de domingo (23), foi puxada pelos cabelos para dentro da casa e espancada. Além disso, foi obrigada a ficar dentro do imóvel por nove nove horas, sofrendo diversos tipos de agressões.

O rapaz foi preso em flagrante sob acusação de agressão, ameaça e cárcere privado. No resgate, a Guarda Municipal constatou que, além de cortar o cabelo, quebrou dois dentes da vítima, indo além, fez ameaças de mortes contra ela no momento da detenção.

O agente que atendeu a ocorrência, explica que recebeu denúncia sobre o caso e constatou através de um buraco na parede a violência,  presenciando ameaças com uma faca contra a vítima. Comprovando ainda que a mulher estava sendo impedida de sair do local.

Os guardas acabaram intervindo naquela situação, abordaram o homem e garantiram que a vítima saísse do imóvel. Os agentes relatam que ela estava com o nariz sangrando, apresentava hematomas pelo corpo, dentes faltando e cabelo picotado.

Assim que saiu do imóvel a vítima relatou aos agentes da Guarda Municipal que foi obrigada  a manter manter relação sexual, sob ameaças.


Ela foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vila Cristina, onde foi atendida e em seguida recebeu alta.

O agressor admitiu os crimes e afirmou aos agentes que sabia que seria preso, e deixou claro que quando saísse da cadeia iria assassinar a vítima.

O suspeito foi preso por violência doméstica, lesão corporal de natureza grave e cárcere privado. Durante a elaboração do B.O (Boletim de Ocorrência) foi constatado que o mesmo já possuía passagens pela polícia por diversos outros crimes, inclusive lesão corporal.


Os crimes de estupro e tortura, apesar de citados nos autos deverão ser apurados e investigados  e caso sejam comprovados o agressor poderá responder também por esses crimes na Justiça.

A mulher disse aos policiais que essa seria a terceira vez que foi agredida pelo companheiro, e que não o denunciou antes por conta de sucessivas ameaças de morte.

Leia Também






Comentários