Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

Aos 30 anos, Rádio Unesp FM reafirma compromisso sociocultural

Aos 30 anos, Rádio Unesp FM reafirma compromisso sociocultural


Idealizada por um grupo de acadêmicos para apoiar a divulgação científica e aproximar a comunidade universitária da população, a Rádio Unesp FM completa nesta quinta-feira, 13 de maio, 30 anos de existência produzindo conteúdo cultural e educativo e reafirmando o compromisso de rádio pública e universitária.

Para celebrar a data, a emissora preparou uma programação especial e uma série de ações para realçar o seu compromisso sociocultural e também dar voz a seus servidores, no sentido de preservar a memória de quem construiu a rádio ao longo das últimas três décadas.

“Entendemos que um dos papéis de uma rádio como a Unesp FM é fazer com que o ouvinte tenha acesso a coisas que ele jamais imaginou que poderia ouvir se fosse buscar em uma playlist pessoal”, disse o professor José Carlos Marques, diretor da Rádio Unesp FM, no documentário produzido pela TV Unesp (veja abaixo).

Com a primeira transmissão datada de 13 de maio de 1991, no câmpus de Bauru, a Rádio Unesp FM foi viabilizada por meio de uma chamada para permissões e concessões de rádios educativas do então Ministério das Telecomunicações –o projeto da rádio foi aprovado em 1988, no mesmo ano em que houve a encampação do câmpus de Bauru pela Unesp.

“A rádio ocupa hoje uma posição fundamental na estratégia de comunicação da Universidade, fruto de um trabalho comprometido e dedicado de vários profissionais”, afirma o professor Marcelo Takeshi Yamashita, assessor-chefe de Comunicação e Imprensa da Unesp.

Primeira rádio cultural e educativa da cidade de Bauru, a Unesp FM se tornou na região uma alternativa às programações das chamadas “rádios comerciais” e, com a popularização da internet e a consequente mudança na forma de interação das pessoas com conteúdos musicais e informativos, a emissora passou também a ser transmitida por meio do site www.radio.unesp.br e a ter conteúdos veiculados em redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram.



“Gostaria de parabenizar a Rádio Unesp pelos 30 anos de existência e pelo seu trabalho sério, comprometido e de extrema relevância para a nossa Unesp. Parabéns a todas as pessoas envolvidas, ao longo de todo este tempo de construção deste importantíssimo veículo de comunicação”, diz o professor José Paes de Almeida Nogueira Pinto, assessor da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp.

Confira mais depoimentos de docentes, pesquisadores, reitores e outras personalidades da gestão universitária sobre a emissora:  https://www.radio.unesp.br/30anosinstitucional.

Em 2020, a Rádio Unesp FM ganhou uma premiação nacional ao vencer a categoria Documentário no I Prêmio Rubra de Rádios Universitárias, organizado pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil (Rubra).

Comentários