Polícia Civil de Marília prende homem que comercializava drogas em condomínio

Policiais civis da Delegacia de Polícia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Marília, prenderam um rapaz, de 24 anos, por tráfico de entorpecentes, em um condomínio na zona rural da cidade, na manhã desta terça-feira (21).   Os agentes receberam a informação, de que um suspeito estava comercializando drogas nas dependências de um condomínio de prédios habitacionais, localizado na Rua Mário Bataiola.   Os agentes passaram a desenvolver as investigações e ficaram em vigilância velada, próximo ao local-alvo. Na sequência, avistaram o investigado em atitude suspeita e típica do tráfico de drogas e realizaram sua abordagem. Ele tentou fugir mais foi detido. Com ele, os agentes encontraram uma sacola que continha 93 porções de maconha, 52 pinos de cocaína, além de anotações de contabilidade do tráfico.   O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Aos 30 anos, Rádio Unesp FM reafirma compromisso sociocultural

Aos 30 anos, Rádio Unesp FM reafirma compromisso sociocultural


Idealizada por um grupo de acadêmicos para apoiar a divulgação científica e aproximar a comunidade universitária da população, a Rádio Unesp FM completa nesta quinta-feira, 13 de maio, 30 anos de existência produzindo conteúdo cultural e educativo e reafirmando o compromisso de rádio pública e universitária.

Para celebrar a data, a emissora preparou uma programação especial e uma série de ações para realçar o seu compromisso sociocultural e também dar voz a seus servidores, no sentido de preservar a memória de quem construiu a rádio ao longo das últimas três décadas.

“Entendemos que um dos papéis de uma rádio como a Unesp FM é fazer com que o ouvinte tenha acesso a coisas que ele jamais imaginou que poderia ouvir se fosse buscar em uma playlist pessoal”, disse o professor José Carlos Marques, diretor da Rádio Unesp FM, no documentário produzido pela TV Unesp (veja abaixo).

Com a primeira transmissão datada de 13 de maio de 1991, no câmpus de Bauru, a Rádio Unesp FM foi viabilizada por meio de uma chamada para permissões e concessões de rádios educativas do então Ministério das Telecomunicações –o projeto da rádio foi aprovado em 1988, no mesmo ano em que houve a encampação do câmpus de Bauru pela Unesp.

“A rádio ocupa hoje uma posição fundamental na estratégia de comunicação da Universidade, fruto de um trabalho comprometido e dedicado de vários profissionais”, afirma o professor Marcelo Takeshi Yamashita, assessor-chefe de Comunicação e Imprensa da Unesp.

Primeira rádio cultural e educativa da cidade de Bauru, a Unesp FM se tornou na região uma alternativa às programações das chamadas “rádios comerciais” e, com a popularização da internet e a consequente mudança na forma de interação das pessoas com conteúdos musicais e informativos, a emissora passou também a ser transmitida por meio do site www.radio.unesp.br e a ter conteúdos veiculados em redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram.



“Gostaria de parabenizar a Rádio Unesp pelos 30 anos de existência e pelo seu trabalho sério, comprometido e de extrema relevância para a nossa Unesp. Parabéns a todas as pessoas envolvidas, ao longo de todo este tempo de construção deste importantíssimo veículo de comunicação”, diz o professor José Paes de Almeida Nogueira Pinto, assessor da Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp.

Confira mais depoimentos de docentes, pesquisadores, reitores e outras personalidades da gestão universitária sobre a emissora:  https://www.radio.unesp.br/30anosinstitucional.

Em 2020, a Rádio Unesp FM ganhou uma premiação nacional ao vencer a categoria Documentário no I Prêmio Rubra de Rádios Universitárias, organizado pela Rede de Rádios Universitárias do Brasil (Rubra).

Comentários