Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina, isso é importante pois grupos de mulheres indígenas do país empreendem uma caminhada desde o dia 14 de março em direção à cidade de Buenos Aires. Elas chegarão no dia 22 de maio na capital federal, dia da plurinacionalidade dos territórios. Para o bloco sul, a caminhada total será de cerca de 1.900km, e, para o bloco norte, 1.200km, segundo estimativas recentes das ativistas. Também partiram grupos do leste e oeste do país, reunindo mulheres de diferentes nações indígenas. "Caminhamos para propor que o terricídio seja considerado um crime de lesa humanidade e lesa natureza", afirmam, em comunicado. "Sabemos que não é o melhor momento para sair dos territórios. No entanto, se ficamos em casa, continuam nos matando." O conceito de terricídio foi criado pelo movimento de mulheres indígenas para englobar as diversas formas de assassinato das formas de vida. Trata-se de feminicídio, ecocídio

Ecofalante: a plataforma gratuita que oferece filmes para professor usar em aula on-line

A plataforma gratuita Ecofalante oferece filmes para que professores utilizem em aulas on-line e isso é muito importante nesse momento em que estar em casa afetou completamente a maneira como o conteúdo pedagógico é organizado e dIficulta a participação de alunos em aulas com câmeras ligadas.

Com curadoria da Mostra Ecofalante de Cinema, os 130 filmes disponíveis abordam questões como mudança climática, questões socioambientais, saúde, trabalho, entre outras.


A plataforma surgiu neste contexto de pandemia e como um reflexo desse aumento de demanda. Para usar a ferramenta é necessário que o educador faça um cadastro na própria Ecofalante Play vinculando a instituição de ensino onde atua. Assim é possível ter acesso ao catálogo e agendar sessões.

A inserção de filmes para discutir diferentes assuntos tende ser cada vez mais presentes nas dinâmicas de aulas. Quem já passou por todo o catálogo das já conhecidas plataformas, agora pode optar por um novo serviço gratuito de streaming com filmes selecionados para o professor adotar em programas educacionais. Trata-se do Ecofalante Play.

Entre os filmes disponíveis estão “Obrigado, Chuva”, de Julia Dahr, que acompanha a história do agricultor Kisilu e como ele usou sua câmera para registrar os impactos das mudanças climáticas na vida de sua família e de sua comunidade. O catálogo também traz o “A Era das Consequências”, documentário que mostra os impactos das mudanças climáticas em conflitos ao redor do mundo, pela ótica da Segurança Nacional norte-americana.

Alguns dos títulos também abordam povos tradicionais, como é o caso do “Amazônia Sociedade Anônima”, de Estevão Ciavatta que aponta como o cacique Juarez Saw Munduruku e índios ribeirinhos enfrentaram máfias no combate ao roubo de terras e desmatamento ilegal.

O projeto está vinculado ao Ecofalante Universidades que visa trazer ao ambiente educacional filmes de teor socioambiental e promover reflexões e debate sobre a realidade brasileira.

Comentários