Mulher envia maconha e k4 para o irmão preso na Penitenciária de Avanhandava

Agentes da Penitenciária “Valdic Junio Alves Primo” de Avanhandava apreenderam, na manhã desta quarta-feira (26), drogas escondidas em fundo falso de um pote de margarina. A encomenda teria sido enviada à unidade pela irmã de um preso. Durante vistoria realizada na presença do destinatário, a equipe localizou duas porções de maconha, pesando cerca de 16 gramas no total, e 550 pedaços de papel contendo k4, a maconha sintética. CONFESSOU Questionado pelos servidores, o detento confirmou que havia encomendado os entorpecentes com a sua irmã, que é devidamente cadastrada no rol de visitas do estabelecimento penal. A direção da Penitenciária de Avanhandava registrou boletim de ocorrência e instaurou procedimento interno para apurar o caso.

Não piso em ovos


 

Não piso em ovos.

Não temo o amanhã, não lamento o ontem.

Vivo a projeção de tempo e espaço da criação humana. 

Tempo é algo que não existe.

O que temos não possuímos, é tudo projeção do que foi o agora  e que a um segundo deixou de ser para transformar em algo novo.

Novo e passageiro onde, o hoje foi. O ontem será e o agora é o que importa.

Não desperdiçamos o que não temos, não investimos o que projetamos, pois não se trabalha com incertezas. Nossas únicas posses.

Comentários