Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina

Mulheres indígenas chegam na reta final da caminhada de 2.000 km pela Argentina, isso é importante pois grupos de mulheres indígenas do país empreendem uma caminhada desde o dia 14 de março em direção à cidade de Buenos Aires. Elas chegarão no dia 22 de maio na capital federal, dia da plurinacionalidade dos territórios. Para o bloco sul, a caminhada total será de cerca de 1.900km, e, para o bloco norte, 1.200km, segundo estimativas recentes das ativistas. Também partiram grupos do leste e oeste do país, reunindo mulheres de diferentes nações indígenas. "Caminhamos para propor que o terricídio seja considerado um crime de lesa humanidade e lesa natureza", afirmam, em comunicado. "Sabemos que não é o melhor momento para sair dos territórios. No entanto, se ficamos em casa, continuam nos matando." O conceito de terricídio foi criado pelo movimento de mulheres indígenas para englobar as diversas formas de assassinato das formas de vida. Trata-se de feminicídio, ecocídio

Começa hoje a campanha de Vacinação contra a pólio em Botucatu



A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade serão realizadas a partir dessa segunda-feira, 05, até o próximo dia 30 de outubro.

As vacinas estão disponíveis em todas as Unidades de Saúde do Município no período da campanha das 8 às 17 horas. No sábado, 17 de outubro, ocorre o dia “D” de divulgação e mobilização nacional.

Todos os postos de vacinação seguirão às diretrizes sobre distanciamento social, considerando a capacidade do sistema de saúde em realizar de forma efetiva uma campanha de vacinação em massa segura e com qualidade, no contexto da pandemia em curso.

As ações têm como objetivos reduzir o risco de reintrodução do poliovírus no país, oportunizar o acesso às vacinas, atualizar a situação vacinal, aumentar as coberturas vacinais e homogeneidade, diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação ou erradicação dessas doenças.

O objetivo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite é vacinar as crianças de um ano a menor de cinco anos de idade. Em Botucatu, 6.609 crianças de 1 a 4 anos 11 meses 29 dias deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP – “gotinha”), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico.

Já a Campanha de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente é uma estratégia que tem a finalidade de atualizar a situação vacinal de crianças e  adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos, 11 meses e 29 dias), de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

O grupo alvo desta atualização vacinal é a população não vacinada ou com esquemas incompletos, menores de 15 anos de idade (14 anos, 11 meses e 29 dias) de acordo com o Calendário. Estima-se que em Botucatu existam 21.769 adolescentes menores de 15 anos.

Precauções gerais

Em doenças febris agudas, moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina as manifestações da doença (diarreias graves e vômitos intensos, adiar a vacinação até a resolução do quadro).

Contra indicações

São consideradas contraindicações gerais para qualquer vacina: anafilaxia (alergia grave) a qualquer um dos componentes de uma vacina ou após uma dose anterior da mesma; imunodepressão e gravidez.

Mais informações:

Secretaria Municipal de Saúde - Rua Major Matheus, 7, Vila dos Lavradores

Telefone: (14) 3811-1100

Comentários