Bitucas de cigarro podem ser recicladas e o meio ambiente agradece


Pesquisas da FCA - Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, do campus de Botucatu estão provando que bitucas de cigarro podem ser recicladas e se tornar um material semelhante ao plástico.


Para isso um grupo de pesquisadores, apoiados pela AUIN (Agência Unesp de Inovação) está desenvolvendo técnicas de reciclagem dos componentes do cigarro. Resultando em um compósito, e finalizando em alguns produtos uma espécie de lacre para sacos plásticos.


Material para as pesquisas é o que não falta. Basta dar um rolê pelo centro de qualquer cidade para ver a quantidade absurda desse material que é descartada no meio ambiente.

Porém, para as pesquisas a matéria prima são amostras apreendidas em operações da Receita Federal.


Antes essas apreensões eram incineradas e os elementos do cigarro acabavam poluindo o meio ambiente da mesma forma. O projeto é tão inovador, que até mesmo essa forma de descarte deve ser aposentada.

O interessante é que o Tabaco, no processo apresentado pela Unesp, tem uma destinação bastante peculiar abrindo a possibilidade de aproveitamento na compostagem ou como material para composição de uma espécie de plástico.

Confira a reportagem do canal TV Unesp, no Youtube, sobre o tema.


Em Botucatu são descartadas 130 mil bitucas por dia



Bitucas de cigarro são consideradas um dos principais poluentes do meio ambiente, deixando o plástico bem longe. Apenas em Botucatu são descartadas por dia, cerca de 130 mil bitucas nas ruas, de acordo com dados do Comutur (Conselho Municipal de Turismo).

Na cidade, em março, o conselho em parceria coma Secretaria Adjunta de Turismo lançaram a campanha de conscientização Cuesta Limpa, tendo como tema para este ano, as bitucas de cigarro.

Apesar das pesquisas, é importante que os fumantes tomem consciência de que bituca é lixo e passem a descartar esse tipo de material de forma adequada. Somente assim a reciclagem desse poderoso poluente será garantida.

Comentários

Essas valem a pena #TOPTUDO

Pedreira de Laranjal Paulista: área antes degradada agora é uma das maravilhas da região

Acidente aéreo de 1938 em Laranjal Paulista deixou São Paulo em luto

Palestra abordará os mistérios das Três Pedras e do Frei Fidélis em Botucatu